24 de maio, 2024

Últimas:

Donald Trump terá que pagar multa de R$ 1,76 bilhão por fraudar balanço financeiro de sua empresa

Anúncios

O juiz Arthur Engoron, de Nova York, decidiu nesta sexta-feira (16) que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump deverá pagar uma multa de US$ 354,9 milhões (R$ 1,76 bilhão) por inflar os números do balanço financeiro de sua empresa do setor imobiliário, a Trump Organization. Além disso, ele está proibido de fazer negócios no estado de Nova York por três anos.

A procuradora-geral do estado, Letitia James, processou Trump e a Organização Trump em setembro de 2022 por mentirem durante uma década sobre valores de ativos e seu patrimônio líquido para obter melhores condições em empréstimos bancários e seguros.

Anúncios

Ela disse que o ex-presidente dos EUA inflou o seu patrimônio líquido em até U$ 2,23 bilhões (R$ 11,9 bilhões) nas demonstrações financeiras anuais fornecidas a bancos e seguradoras.

Letitia disse que os ativos cujos valores foram inflacionados incluíam a propriedade de Trump em Mar-a-Lago, na Flórida, seu apartamento de cobertura na Trump Tower, em Manhattan, e vários edifícios de escritórios e campos de golfe.

Anúncios

Incapaz de admitir erro

Além de Trump, dois de seus filhos, Don Jr. e Eric, também foram condenados. Cada um vai ter que pagar US$ 4 milhões (R$ 20 milhões).

Ao condenar o ex-presidente, o juiz Engoron afirmou que Trump e os outros envolvidos no processo são incapazes de admitir o erro de seus procedimentos.

“A falta de arrependimento e remorso beira o patológico. Ao invés disso (de se arrepender), eles adotam uma postura de ‘não vi nada, não digo nada’ que as evidências desmentem”, afirmou o juiz.

A advogada de Trump neste caso, Alina Habba, afirmou que a decisão é uma injustiça e resultado de uma caça às bruxas com motivações políticas.

Trump e seus filhos vão recorrer da decisão.

Como se chegou ao valor da multa

O valor a ser pago por Trump foi pedido por Letitia. Para chegar ao valor da multa, a procuradora-geral calculou da seguinte forma:

  • somou o dinheiro que supostamente Trump ganhou com a declaração incorreta de seus ativos;
  • Bônus pagos aos funcionários da Organização Trump que participaram do esquema;
  • E lucro obtido de forma fraudulenta em dois negócios imobiliários.

Especialistas ouvidos pela BBC afirmaram que o valor é tão alto que pode impactar os negócios e as finanças de Trump. O ex-presidente tem uma empresa do mercado imobiliário.

Segundo a lista da Forbes, a fortuna de Donald Trump é estimada em US$ 2,6 bilhões (ou R$ 12,93 bilhões).

Outros julgamentos

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump enfrenta quatro processos criminais nos quais é réu. Em um deles, o do caso Stormy Daniels, teve data marcada para o julgamento no fim de março.. Entre 2015 e 2017, ele pagou dinheiro para a atriz pornô para que ela não desse entrevista e, depois disso, falsificou os registros contáveis desses pagamentos.

Trump se declara inocente e afirma que o promotor Alvin Bragg, que é do Partido Democrata e foi quem o processou criminalmente, tem apenas fins eleitoreiros.

Com isso, Donald Trump será o primeiro ex-presidente da história dos EUA a enfrentar um julgamento criminal.

O processo contra o ex-presidente começou após ter sido descoberto um pagamento de US$ 130 mil à atriz pornô Stormy Daniels às vésperas da eleição presidencial de 2016. Trump queria impedir que ela falasse para uma revista que os dois tiveram um caso.

O promotor afirma que quem desembolsou os US$ 130 mil dólares pagos a Stormy Daniels foi o então advogado de Trump, Michael Cohen, e que o dinheiro foi registrado contabilmente como um pagamento aos serviços jurídicos de Cohen, e não como um desembolso feito para “comprar o silêncio” da atriz pornô.

A Promotoria afirma que, de agosto de 2015 a dezembro de 2017, Trump organizou um esquema para influenciar a eleição de 2016 que consistia em identificar e comprar informações negativas sobre ele para impedir que fossem publicadas.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Posicionamento em favor do fisco do CARF, STJ e STF preocupam o mercado produtivo....

Categorias