Dólar fecha quase estável, mas bate novo recorde

A alta do dólar até ameaçou uma trégua nesta segunda-feira (27), após comentários do presidente Jair Bolsonaro sobre sua relação com o ministro da Economia, Paulo Guedes, mas não durou muito. A moeda fechou quase estável – ainda assim, voltou a bater recorde nominal de cotação (sem considerar a inflação), diante do cenário de juros baixos e pouca entrada de fluxo nos mercados brasileiros.

A moeda norte-americana terminou o dia vendida a R$ 5,6581, em alta de 0,01%. Na máxima, porém, chegou a R$ 5,7253.

No ano de 2020, em meio a cenário de juros baixos – com expectativa de ainda mais cortes na Selic pelo Banco Central –, o dólar acumula alta de 41,11%. No mês, a alta acumulada chega 8,89%.

Fonte: Valor

Scroll Up