Dólar fecha em queda e vai a R$ 3,18, com fluxo cambial e repatriação

O dólar fechou em queda nesta quinta-feira (13) após subir mais cedo. A queda foi influenciada pela alta do petróleo no exterior, pela notícia de que a repatriação poderá voltar à pauta da Câmara e pelo fluxo positivo da moeda no país da última semana, segundo a Reuters.

O dólar cedeu 0,57%, vendido a R$ 3,1816.

Na semana, o dólar acumula queda de 1,08%. Em outubro, recua 2,24% e, no acumulado de 2016, perde 19,4%.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:

Às 9h10, alta de 0,3%, a R$ 3,201
Às 9h29, queda de 0,02%, a R$ 3,199
Às 9h50, alta de 0,2%, a R$ 3,2066
Às 10h29, alta de 0,21%, a R$ 3,2068
Às 11h29, alta de 0,38%, a R$ 3,2123
Às 12h29, alta de 0,24%, a R$ 3,2077
Às 13h10, queda de 0,05%, a R$ 3,1983
Às 13h39, queda de 0,01%, a R$ 3,1993
Às 14h40, queda de 0,1%, a R$ 3,1967
Às 15h10, queda de 0,3%, a R$ 3,1903
Às 15h49, queda de 0,42%, a R$ 3,1862
Às 16h30, queda de 0,62%, a R$ 3,1798

“O petróleo subindo com a queda do estoque de combustíveis nos EUA fez o dólar devolver a alta ante o real vista mais cedo”, comentou um operador de câmbio de uma corretora nacional à Reuters. Os estoques de derivados caíram 3,7 milhões de barris na última semana, ante recuo de 1,593 milhão de barris apurado em pesquisa Reuters.

Repatriação

Ao mesmo tempo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o projeto que altera as regras de repatriação de recursos não declarados no exterior pode voltar à pauta na próxima semana, desde que haja um acordo entre lideranças na Casa.

“A notícia da repatriação não era esperada e ajudou o dólar a perder força ante o real”, disse o operador da Advanced Corretora, Alessandro Faganello, à Reuters.

Entrada de dólares

O resultado do fluxo cambial também favoreceu o recuo do dólar ao mostrar entrada de US$ 534 milhões na primeira semana deste mês. A entrada de dólares em setembro favoreceria, em tese, a queda do dólar. Isso porque, com mais dólares no mercado, o preço tenderia a cair.

“Isso mostra ingresso de recursos e pode já ser da repatriação”, destacou o diretor de operações da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer, à Reuters.

Nesta manhã, mantendo sua oferta habitual, o Banco Central vendeu em leilão todo o lote de 5 mil contratos de swap cambial reverso –equivalente à compra futura de dólares.

Últimos negócios

Na terça-feira (11), último dia de negócios, o dólar caiu 0,08%, a R$ 3,1999.

Fonte: G1

Scroll Up