Diretoria do Corinthians recebe indicações de Pizzi e mais técnicos sul-americanos

Após duas semanas de foco na contratação de um português, a diretoria do Corinthians pode mudar o local de buscas nos próximos dias, optando por opções mais baratas na América do Sul.

Nesta segunda-feira, a reportagem recebeu a informação de que alguns nomes de técnicos que atuam no continente sul-americano chegaram ao Timão indicados por intermediários. Procurada, a diretoria disse por meio da assessoria de imprensa que “não irá falar sobre especulações e negociações”.

Juan Antônio Pizzi, 53 anos, ex-técnico do Racing, da Argentina, é um dos nomes na pauta. Ele treinou o clube de Avellaneda de janeiro a agosto da temporada passada. Foi campeão da Copa América Centenário com a seleção chilena em 2016.

Pizzi tem títulos também pela Universidad Católica (um campeonato chileno em 2010 e uma copa local em 2011) e pelo San Lorenzo (um Torneio Inicial em 2013).

Juan Antonio Pizzi comanda o Racing e teve seu nome especulado — Foto: Divulgação/Twitter
Juan Antonio Pizzi comanda o Racing e teve seu nome especulado (Foto: Divulgação/Twitter)

Pizzi receberia um salário anual de, no máximo, 1 milhão de dólares (R$ 5 milhões), algo em torno de R$ 400 mil por mês. É um valor bem mais próximo da realidade de técnicos brasileiros. Com Luís Castro, o Timão cogitou pagar quatro vezes mais.

O Corinthians não confirma que mudará o alvo, mas tem deixado claro que o objetivo é contratar um técnico do exterior com perfil vencedor, experiências internacionais, boa gestão de grupo e aproveitamento de categorias de base. O clube quer fechar um contrato por duas temporadas.

Há quatro jogos à frente da equipe, Fernando Lázaro deve comandar o Timão contra o Bragantino na manhã de domingo, na Neo Química Arena.

Fonte: G1