Diretor das Olimpíadas de Tóquio não garante que Jogos aconteçam em 2021

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados para o próximo ano. Contudo, conforme a doença avança ao redor do mundo, cresce a possibilidade do vírus não ser controlado a tempo das Olimpíadas serem realizadas. Nesta sexta-feira, o Diretor-executivo do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, Toshiro Muto, falou das chances do evento não acontecer em 2021.

“Não acredito que alguém possa dizer se vai ser possível controlar a situação até julho (de 2021) ou não. Certamente não estamos em uma posição de dar uma resposta clara. Decidimos adiar os Jogos em um ano, então isso significa que tudo que podemos fazer é trabalhar duro para nos preparar para os Jogos. Esperamos sinceramente que no próximo ano a humanidade consiga superar essa crise do coronavírus”, disse Muto.

“Em vez de pensar em planos alternativos, devemos voltar nossos esforços para os Jogos acontecerem em 2021. A humanidade deve reunir toda a sua tecnologia e sabedoria para trabalhar duro para desenvolver tratamentos, medicamentos e vacinas”, completou.

O Diretor ainda falou sobre a questão da tocha olímpica. A chama foi acesa na Grécia e a tocha passaria pelas cidades do Japão, mas a determinação do isolamento social para impedir a propagação da Covid-19 impediu seu deslocamento.

“Depois que o revezamento da tocha olímpica foi cancelado, a chama olímpica foi colocada sob a administração de Tóquio 2020. Obviamente, no futuro, existe a possibilidade de ser exibida em algum lugar. Entretanto, por enquanto está sob a administração de Tóquio 2020 e não farei mais comentários sobre o assunto”.

O Japão está em estado de emergência por conta do coronavírus. Até o momento, o país tem aproximadamente 5 mil casos da doença e pouco mais de 100 mortos.

Fonte: Yahoo!