Dez dias após anunciar colapso, prefeito de Dracena diz que está com Covid

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O prefeito de Dracena (SP), André Kozan Lemos (PATRIOTA), anunciou em uma rede social na noite desta sexta-feira (26) que está com Covid-19.

Ele adiantou que vai tentar seguir trabalhando em casa, à frente do cargo, mas também salientou que, se precisar ser hospitalizado e tiver de se afastar do comando do Poder Executivo, irá chamar o vice Guido Francisco Baggio (PATRIOTA), que também é o presidente da Empresa de Desenvolvimento, Água, Esgoto e Pavimentação de Dracena (Emdaep), para assumir a Prefeitura.

A suspeita de Lemos é que ele possa ter contraído o novo coronavírus no último domingo (21), quando foi ajudar a descarregar caixas com equipamentos respiradores que haviam chegado à cidade para o atendimento de pacientes com Covid-19.

A esposa dele, Bianca Lemos, teve Covid-19 em dezembro e já se recuperou da doença.

O prefeito, de 41 anos de idade, contou que começou a ter tosse na última terça-feira (23), quando participava de uma live com o deputado estadual Reinaldo Alguz (PV), que também teve Covid-19 em dezembro do ano passado e se recuperou.

“Eu estou aqui na minha casa hoje, fazendo essa live, não estou com ninguém por perto, porque eu fui positivado pra coronavírus na hora do almoço de hoje [26]. Eu não tinha sintomas. Até ontem [25] eu estava muito bem, trabalhando. Tinha uma tossinha persistente que começou no dia [23] da live do deputado. Eu estava falando com ele, tomei água, começou uma tossinha, achei até que tinha engasgado. Essa tosse não passou. Eu já tinha feito exame na segunda-feira [22], olha que coincidência, na segunda-feira deu negativo, e hoje eu acordei com um pouco de dor de cabeça, bem leve, uma coisa que acontece, pode ser por qualquer outro motivo, não era indício. A tossinha persistente, continuava. E aí eu comecei a ficar febril na hora do almoço”, disse o prefeito.

“Eu estava fazendo uma reunião lá na Prefeitura e comecei a sentir arrepiando. Não sei se eu já estava com febre ou não. Mas cheguei em casa e estava febril, com 37,5ºC, e daí pra frente, parece que na hora que você descobre aí a coisa pipoca. O batimento cardíaco foi lá pra frente, a saturação caiu, a febre aumentou disparadamente”, continuou.

“A gente tem medo de morrer também. Todo mundo tem medo”, declarou Lemos.

“Na verdade, Deus é quem sabe a hora de todo mundo. Eu não sei qual vai ser a minha, eu não sei qual vai ser a de vocês, eu sei que cada um tem a sua missão. Se a minha missão era só chegar até aqui e deixar um bom exemplo, deixar alguma coisa, Deus vai saber. Eu espero que não. Eu espero viver muito ainda pra poder fazer muito pela cidade. Pelo tempo que se manifestou a doença, eu devo ter contraído lá naquele dia [21] que eu fui descarregar as caixas de respiradores, que eu estava lá na frente do Cemac [Centro Municipal de Atendimento à Covid-19], da Santa Casa. Estava com uma máscara inadequada pra estar naquele local”, detalhou.

No último domingo (21), o prefeito André Kozan Lemos ajudou a descarregar respiradores destinados ao atendimento de pacientes em Dracena — Foto: Divulgação/Prefeitura
No último domingo (21), o prefeito André Kozan Lemos ajudou a descarregar respiradores destinados ao atendimento de pacientes em Dracena (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Lemos afirmou que confia muito em Deus, que não vai se deixar abater e que vai lutar contra a doença.

“Eu estou com um pouquinho de febre ainda, sentindo ardência na pele, mas não estou abatido. O olho ficou um pouco vermelho, mas estou bem. Confio muito em Deus e não vou me deixar abater. Eu vou lutar. Vou lutar até o último dia, até a última gota, se tiver alguma chance”, salientou.

Lemos pediu orações da população para todos os dracenenses e também para o seu antecessor no cargo, o ex-prefeito Juliano Brito Bertolini (PODE), que, segundo o atual chefe do Poder Executivo, está internado com Covid-19.

“Vou tentar ficar trabalhando em home office por algumas horas do dia. Se estiver bem, se estiver recuperando, a gente vai levando dessa maneira. Se tiver algum probleminha, precisar internar, eu vou ter que chamar o meu vice pra assumir por uns dias. Mas eu vou sair de lá. Eu não vou ficar lá, não”, concluiu Lemos.

Colapso

Em entrevista no dia 17 de fevereiro, o prefeito André Kozan Lemos afirmou que a cidade de Dracena entrou em colapso em decorrência do agravamento da pandemia da Covid-19.

Um decreto municipal foi elaborado com novas restrições impostas para tentar controlar a situação da pandemia no município, inclusive com a adoção de toque de recolher e lockdown aos fins de semana.

As visitas na penitenciária da cidade também foram suspensas.

O mais recente boletim epidemiológico, atualizado nesta sexta-feira (26), indica que Dracena registra 3.213 casos positivos do novo coronavírus e 70 mortes causadas pela doença.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes