30 de maio, 2024

Últimas:

Deslizamento de terra mata nove pessoas no sudoeste da China em meio a baixas temperaturas

Anúncios

Um deslizamento de terra na província montanhosa de Yunnan, no sudoeste da China, matou nove pessoas nesta segunda-feira (22), segundo a televisão estatal chinesa. Ainda há dezenas de desaparecidos.

Pelo menos 47 pessoas foram soterradas pelo deslizamento. Dessas, oito foram encontradas pelas equipes de busca durante a tarde. No final da tarde na China, a televisão estatal CCTV informou que um nono corpo foi encontrado, mas que não faz parte do grupo soterrado.

Anúncios

Segundo a Reuters, mais de 500 pessoas tiveram que deixar suas casas em meio a temperaturas congelantes e queda de neve. As temperaturas do condado de Zhenxiong, onde ocorreu o desastre, atingiram -4°C na manhã desta segunda, de acordo com dados meteorológicos. É esperado que esse frio persista por pelo menos mais três dias.

Duas pessoas foram resgatadas e estão hospitalizadas com ferimentos na cabeça e no corpo, segundo a comissão nacional de saúde chinesa.

Anúncios

O desastre ocorreu pouco antes das 6h na vila de Liangshui, perto da cidade de Tangfang, no condado de Zhenxiong, que fica a 2.250 quilômetros da capital Pequim e tem altitudes de até 2.400 metros acima do nível do mar.

A causa do deslizamento ainda não é conhecida, embora as fotos do local mostrem bastante neve no chão. Autoridades locais disseram que esforços de resgate estavam em andamento para encontrar vítimas enterradas em 18 casas diferentes.

Deslizamento de terra no sudoeste da China soterra ao menos 47 pessoas (Foto: CCTV)

O governo chinês enviou cerca de mil socorristas para o local e cerca de 200 veículos de resgate, conforme relatado pela televisão estatal do país. O vice-primeiro-ministro chinês, Zhang Guoqing, está liderando uma equipe de trabalho para o local para orientar os trabalhos de resgate.

Luo Dongmei, de 35 anos, estava dormindo quando o deslizamento ocorreu, mas ela sobreviveu e foi transferida para uma escola pelas autoridades locais.

“Eu estava dormindo, mas meu irmão bateu na porta e me acordou. Disseram que houve um deslizamento de terra e que a cama tremia, então correram escada acima e nos acordaram”, disse Luo.

O deslizamento de terra ocorreu pouco mais de um mês depois do terremoto ter ocorrido no noroeste, em uma região remota entre Gansu e a província de Qinghai.

Nesse terremoto, pelo menos 149 pessoas morreram no tremor de magnitude 6,2 que atingiu o país em 18 de dezembro. Quase mil pessoas ficaram feridas e mais de 14 mil casas foram destruídas neste que foi considerado o terremoto mais mortal da China em nove anos.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Veronyka Oliveira Silva – 11 anos Sepultamento Cemitério Jardim 30/05/24 às 17h Não há informação sobre o velório Anúncios...

Categorias