27 de maio, 2024

Últimas:

Desde 2009, Botucatu gerou mais de 5,5 mil empregos com carteira assinada

Anúncios

A crise tem assolado todo o Brasil desde 2009. Desde então, os mais de 5 mil municípios do território nacional tem buscado alternativas para manter positivos os níveis de emprego. E em Botucatu não é diferente. Hoje, o Município tem mais de 38 mil pessoas empregadas com carteira assinada. Mas não era assim há 7 anos e meio atrás.

Em janeiro de 2009 a Cidade empregava pouco mais de 32 mil pessoas. De lá até o primeiro semestre de 2016, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Governo Federal, foram admitidas 138.537 pessoas e demitidas outras 132.989 no Município.

Anúncios

Isso representou uma geração superior a 5,5 mil empregos com carteira assinada, ou seja, variação positiva de 4%. Neste mesmo período, o percentual nacional foi de 3% e o estadual, 2,74%. Esse percentual também coloca Botucatu como a 14ª cidade com melhor percentual de criação de emprego no universo das 76 cidades, com mais de 100 mil habitantes, dentro do Estado de São Paulo.

Só nos primeiros seis meses de 2016, a variação absoluta entre empregados e desempregados no Município é positiva: 1.163 novos postos de trabalho, ou seja, alta de 12,06%. Maio deste ano foi um dos melhores meses, com variação positiva de 48%.

Anúncios

Segundo o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Botucatu, de janeiro a junho deste ano, por exemplo, já foram disponibilizadas mais de 300 vagas de emprego. “Apesar da crise, as oportunidades têm melhorado gradativamente. Por isso a qualificação continua sendo determinante para a inserção do trabalhador no mercado”, comenta Esli Roma, supervisor do PAT.

A qualificação profissional tem sido mesmo uma engrenagem importante neste processo de abastecimento do mercado de trabalho e, consequentemente, a retomada da economia. De 2009 até agora, o Poder Público Municipal já auxiliou a qualificação de mais de 5 mil pessoas. A maioria pela Universidade do Trabalhador (UNIT).

É o caso de Ana Mennochi, de 30 anos. Ela foi admitida em maio por uma empresa do setor industrial após ficar um ano desempregada. “Fiz um curso gratuito de chapeamento aeronáutico no fim do ano passado e hoje trabalho na parte de controle de produção, minha primeira experiência na indústria. Com certeza foi o primeiro passo”, afirma.

PERÍODO ADMISSÃO DEMISSÃO SALDO PERCENTUAL

2009                 15.151              15.054              97               0,64

2010                 17.289             16.283           1.006            5,82

2011                 18.767              16.764           2.003          10,67

2012                 17.776              18.136          – 360          – 2,03

2013                20.575             18.687            1.888            9,18

2014                20.567            20.200               367             1,78

2015                18.769            19.385             – 616          – 3,28

2016 (*)            9.643              8.480             1.163           12,06

TOTAL         138.537           132.989              5.548            4,00

(*) 1º Semestre de 2016 (fonte: CAGED)

Fonte: Prefeitura de Botucatu

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios No último domingo de maio, dia 26, a sorte brilhou para uma moradora de Botucatu durante o sorteio do...

Categorias