16 de junho, 2024

Últimas:

Delegado diz que suspeito de matar mãe e 3 filhas em MT é um ‘predador em série’

Anúncios

O funcionário de uma obra suspeito de matar uma mãe e três filhas, no Bairro Florais da Mata, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, premeditou o crime, segundo o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Bruno França. O crime ocorreu nesta segunda-feira (27) na casa onde a família morava. Gilberto Rodrigues dos Anjos, de 32 anos, confessou o crime à polícia.

O g1 tenta localizar a defesa do investigado.

Anúncios

De acordo com o delegado, o investigado disse que invadiu a casa, após fazer uso de drogas. Segundo ele, a intenção era de roubar, mas que, após ser confrontado pela mãe das meninas, ambos entraram em luta corporal e a mulher foi atacada com uma faca.

“Ele é um predador em série, o que a gente chama se serial killer. Ele alega que estava drogado, mas isso não vai influenciar, pois todas as provas indicam que ele é um predador em série. Depois de confessar o crime, ele apontou onde havia guardado os instrumentos. Ele havia reservado as roupas sujas de sangue e roupas íntimas das vítimas como lembrança, então é muito claro que a pessoa sabia do que estava fazendo, e com esse tipo de ato calculista, ato de quem pensa, reflete, leva lembrança”, disse.

Anúncios

Foto da família publicada nas redes sociais em um passeio na praia, publicada em 2018 (Foto: Instagram)

Bruno França explicou que chegou até o suspeito após a perícia encontrar marcas de chinelo no piso, que estava manchado de sangue.

“Quando a gente percebeu o comportamento estranho e viu que ele tinha mandado de prisão em aberto, a gente já sabia que ele ia sair dali preso. Após confrontar o chinelo dele com a cena do crime, existiu uma outra coisa que também não deixou dúvidas de que se tratava dele, pois uma das vítimas lutou muito para não morrer e acabou arrancando muito cabelo dele. Na hora que a gente foi conversar, era visível as lesões no couro cabeludo dele, havia sido arrancado”, contou.

O suspeito já estava foragido por crime sexual no município de Lucas do Rio Verde, a 360 km da capital e por latrocínio – roubo seguido de morte – em Mineiros (GO).

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.737 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (15) no Espaço da Sorte, na...

Categorias