DEIC chegou ao criminoso em SP depois de dados apurados pela DIG de Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

De acordo com entrevista do delegado Seccional de Policia Lourenço Talamonte, a prisão do sexto integrante da quadrilha que assaltou o Banco do Brasil, Santander e Itaú, quinta feira passada, foi iniciada em Botucatu, após a prisão de cinco pessoas pela Polícia Rodoviária, em Itatinga.

O elo de ligação foi telefonemas entre uma das mulheres que foi presa em Botucatu e o criminoso, identificado como Jeferson, de 42 anos. No celular ele tinha mapa de como chegar em Botucatu, algumas saídas da cidade ‘desenhadas’ em arquivos do aparelho telefônico, além de várias ligações entre os dois. Na residencia do suspeito foi encontrado R$ 20 mil em dinheiro e algumas notas queimadas.

“Toda a operação, inclusive registrado no Boletim de Ocorrência do DEIC, registra que a identificação desse criminoso a partir de informações levantadas pela DIG de Botucatu e o trabalho de prisão foi feita pelo DEIC em Sapopemba. Foi um trabalho conjunto mostrando o que temos feitos, dando resposta à sociedade sobre esse crime que trouxe pânico na Cidade”, afirmou em entrevista na Radio Clube FM e Botucatu Online.

O delegado afirmou que não existe mais motivos para os botucatuenses ficarem temerosos de novos ataques, mas ressaltou que ao ser notado pessoas estranhas e feridas, avisar a Polícia Militar, pois, apesar da inexistencia de risco, ainda é possivel ter bandidos feridos na região.

IVAN

Em relação à morte de um rapaz de 29 anos, conhecido como Ivan, morador de Botucatu que foi morto em confronto com a Policia Militar, o delegado afirmou que o processo civil e inquérito militar foi aberto para apurar a participação ou não no crime da semana passada. Na quinta feira, 31, a PM informou que o rapaz participava da ação criminosa e teria trocado tiros com a policia.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes