Covid-19: casos sobem para 21,86 milhões e mortes para 609 mil

O número de pessoas infectadas desde o início da pandemia de covid-19  subiu para 21.862.458. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 13.321 pessoas com covid-19. Ontem, o painel de dados do Ministério da Saúde totalizava 21.849.137 casos acumulados.

Ainda há 198.738 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

A soma de vidas perdidas para a covid-19 foi para 609.060. Entre ontem hoje, as autoridades de saúde confirmaram 389 novas mortes. Ontem, o total de óbitos apurados pelas autoridades estava em 608.671.

Ainda há 2.910 óbitos em investigação. A situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação sobre a causa ainda demanda exames e procedimentos posteriores.

Até esta sexta-feira, 21.054.660 pessoas já haviam se recuperado da doença.

Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado nesta sexta-feira (5). A atualização é elaborada a partir das informações enviadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes relacionados à covid-19. 

Os números, em geral, são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes que contabilizam os dados. Após os fins-de-semana e feriados, como ocorreu nesta semana, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19, registradas até o momento, estão São Paulo (152.337), Rio de Janeiro (68.461), Minas Gerais (55.728), Paraná (40.599) e Rio Grande do Sul (35.612).

Os estados com menos óbitos pela doença são  Acre (1.845), Amapá (1.993), Roraima (2.035), Tocantins (3.886) e Sergipe (6.033). Não houve novas mortes entre ontem hoje no Acre, no Amapá e em Roraima.  

Vacinação

No total, até o início da noite desta sexta-feira (5) o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 277,8 milhões de doses no Brasil, sendo 155,5 milhões da 1ª dose e 122,3 milhões da 2ª dose e dose única. Foram aplicados 8,5 milhões de doses de reforço.

Fonte: Agência Brasil

Scroll Up