17 de junho, 2024

Últimas:

Corpos de mãe e dois filhos são encontrados abraçados em cama; sobe para 14 número de mortos em desabamento de prédio em PE

Anúncios

O Corpo de Bombeiros confirmou, neste sábado (8), mais seis mortes de vítimas do desmoronamento do bloco D7 do Conjunto Beira-Mar, no bairro do Janga, no município de Paulista, no Grande Recife. Após 35 horas, todas as pessoas que eram procuradas pelos bombeiros foram localizadas neste segundo dia de buscas entre os escombros.

Bombeiros trabalham no segundo dia de buscas por vítimas de desabamento de prédio em Paulista, no Grande Recife. — Foto: Luna Markman/TV Globo
Bombeiros trabalham no segundo dia de buscas por vítimas de desabamento de prédio em Paulista, no Grande Recife. (Foto: Luna Markman/TV Globo)

Uma das mortes confirmadas nesta manhã foi a de Eloá Soares da Silva, de 21 anos. Um casal também foi encontrado morto, mas seus nomes não foram divulgados.

Anúncios

Por volta das 14h20, as últimas pessoas foram encontradas sem vida: uma mãe e dois filhos abraçados numa cama de casal. Foram retirados dos escombros os corpos de Marcela Neves dos Santos, de 42 anos, Wallace, de 10 anos; e Maria Flor, de 6 anos. Marcela também é mãe de Evelyn, de 15 anos, que foi levada para o Hospital Miguel Arraes.

Cadela Mel, de 12 anos, foi resgatada de prédio que desabou parcialmente no Janga, em Paulista, no Grande Recife — Foto: Beatriz Castro/TV Globo
Cadela Mel, de 12 anos, foi resgatada de prédio que desabou parcialmente no Janga, em Paulista, no Grande Recife (Foto: Beatriz Castro/TV Globo)

Encerradas as buscas por pessoas, os bombeiros iniciaram o resgate de animais que estavam presos no prédio. Por volta das 15h50, uma cadela de 12 anos chamada Mel foi resgatada do edifício. Dois gatos e outra cadela também foram retirados vivos do local do desabamento. Com isso, as buscas foram encerradas por volta das 16h50.

Anúncios

Sete pessoas foram resgatadas sem vida na sexta-feira (7). O jovem Deivison Soares da Silva, de 19 anos, que havia sido levado para o Hospital Miguel Arraes, morreu após uma parada cardiorrespiratória.

Segundo o Corpo de Bombeiros, morreram:

  • Maria da Conceição Mendes da Silva, de 43 anos;
  • Deivison Soares da Silva, de 19 anos, filho de Maria, morreu no hospital após ser resgatado;
  • Deivid Soares da Silva, de 17 anos, filho de Maria;
  • Eloá Soares da Silva, de 21 anos, filha de Maria;
  • Marcela Neves dos Santos, de 42 anos;
  • Wallace Neves dos Santos, de 10 anos, filho de Marcela;
  • Maria Flor Neves dos Santos, de 6 anos, filha de Marcela;
  • Guilherme Emanuel Misael, de 12 anos;
  • Pedro Misael, de 8 anos, irmão de Guilherme;
  • Ester Misael, de 5 anos, irmã de Guilherme;
  • Mateus Silva de Albuquerque, de 21 anos;
  • Um homem de 45 anos, de nome não divulgado;
  • Um homem de 40 anos, de nome não divulgado;
  • Uma mulher de 37 anos, de nome não divulgado.

Com relação às outras vítimas:

  • Três foram resgatadas com vida e foram internadas, sendo duas adolescentes de 15 anos e uma mulher de 65 anos;
  • Quatro homens, de 16, 17, 21 e 22 anos, foram encontrados com vida fora da edificação, tiveram ferimentos leves e foram para hospital.

Desabamento

O prédio que desabou estava interditado por ordem judicial desde 2010, segundo a prefeitura. Ele faz parte do Conjunto Beira-Mar e havia sido reocupado de forma irregular em 2012.

O desastre aconteceu às 6h07, na Rua Dr. Luiz Inácio de Andrade Lima, no bairro do Janga.

Oito apartamentos desabaram totalmente. Outros quatro foram parcialmente destruídos.

Construído no modelo que é popularmente conhecido como “prédio caixão”, a unidade tinha térreo e três andares. Em cada pavimento, há quatro apartamentos.

Segundo dia de buscas em prédio que desabou no Janga, no município de Paulista, no Grande Recife. (Foto: Luna Markman/TV Globo)

Resgates

A primeira pessoa a ser retirada dos escombros foi uma mulher de 65 anos, que foi encaminhada ao Hospital Miguel Arraes. Segundo a unidade de saúde, ela foi submetida a exames, com quadro estável, e foi transferida para o Hospital Português, na Ilha do Leite.

Outra vítima resgatada foi uma adolescente de 15 anos. A jovem foi levada para o Hospital da Restauração (HR), no Recife, que informou que a paciente teve fraturas na bacia, passou por exames de imagem, tem quadro de saúde estável e segue internada em observação.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Painel do 25° Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais debaterá “Perspectivas do Mercado de Capitais Brasileiro...

Categorias