Corpo de motorista que caiu com caminhão de ponte no rio Paranapanema é resgatado

O corpo do caminhoneiro Fábio de Souza, de 39 anos, que estava desaparecido há três dias, desde que seu caminhão chocou-se com uma carreta na última quarta-feira (1º) e caiu da ponte na divisa dos estados de São Paulo e Paraná, foi encontrado na tarde desta sexta-feira (3) pelos bombeiros de Florínea (SP), no Rio Paranapanema.

Leia Mais

Água barrenta dificulta buscas por caminhoneiro que caiu com carreta no Rio Paranapanema

Caminhões batem em ponte e um deles cai no rio Paranapanema

Desde então, bombeiros tentavam o resgate, um trabalho prejudicado pelas chuvas na região que deixaram as águas do Paranapanema turvas e com baixa visibilidade.

Na quinta-feira, os bombeiros conseguiram retirar das águas partes do caminhão, especialmente do chassi, que estavam a cerca de 12 metros de profundidade.

Na quinta-feira, parte do caminhão havia sido retirado do rio Paranapanema (Fotos: Guilherme Dias/Defesa Civil de Florínea)

Ao retomarem os trabalhos nesta sexta-feira, bombeiros conseguiram enfim encontrar a cabine do caminhão. Um guincho da concessionária que administra a rodovia foi usado na ação de resgate.

Quando a cabine estava sendo levantada por cabos de aço, o corpo do caminhoneiro apareceu enroscado na carenagem. A pista da rodovia Miguel Jubran chegou a ser interditada por duas horas.

O corpo do caminhoneiro será encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Assis (SP). Depois de ser liberado, deve ser levado para Cornélio Procópio (PR), cidade onde ele morava.

Rodovia Miguel Jubran, na divisa entre São Paulo e Paraná, ficou interditada por duas horas para os trabalhos de resgate (Foto: Guilherme Dias/Defesa Civil de Florínea)

O acidente

De acordo com informações da Polícia Rodoviária, um caminhão seguia no sentido Paraná-São Paulo quando acabou atingindo outro que seguia no sentido contrário. O motorista perdeu o controle do veículo com a colisão, bateu na mureta e caiu no rio, de uma altura de 40 metros.

A profundidade do Rio Paranapanema no local é de 14 metros e o caminhão ficou totalmente submerso. Bombeiros iniciaram as buscas para tentar encontrar o ocupante.

Cabine ficou destruída e corpo do caminhoneiros estava enroscado na carenagem retirada das águas nesta sexta (Foto: Guilherme Dias / Defesa Civil de Florínea)

No dia do acidente, não havia informações de quantas pessoas estavam no veículo que afundou por completo nas águas. As buscas duraram três dias, sempre suspensas no fim da tarde por falta de luz.

O motorista do caminhão atingido conseguiu sair da ponte e parou na base da Polícia Rodoviária em Florínea. Ele não se feriu e as causas do acidente serão investigadas.

Água barrenta, com pouca visibilidade, e excesso de pedras no leito do rio, dificultaram os trabalhos de resgate (Foto: Polícia Civil)

Fonte: G1

Últimas

Migrantes haitianos recuperam a esperança no México

25 set 2021

O México é uma luz no fim do túnel para os cerca de 300 migrantes haitianos...

Categorias

Scroll Up