Corinthians volta a vencer diante do Joinville; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Corinthians jogou pela primeira vez no horário matutino do Campeonato Brasileiro e não decepcionou os mais de 40.000 torcedores presentes em Itaquera neste domingo. Diante do Joinville, o líder voltou a vencer após os empates por 3 a 3 com o Palmeiras e por 1 a 1 com o Grêmio. Fez 3 a 0, com gols de Malcom no primeiro tempo e de Uendel e Vagner Love no segundo, e ganhou tranquilidade para acompanhar a sequência da 25ª rodada.

Agora com 54 pontos ganhos, o Corinthians tem provisoriamente seis de vantagem para o segundo colocado Atlético-MG, com clássico contra o Cruzeiro a disputar ainda neste domingo, no Mineirão. A situação é completamente oposta à do Joinville, que seguiu com somente 22, na penúltima posição e cada vez mais próximo do rebaixamento para a Série B.

Corinthians e Joinville entrarão em ação novamente na noite de quarta-feira. Enquanto o líder tentará ampliar a distância para os seus concorrentes diante do Internacional, no Beira-Rio, a agremiação catarinense buscará a reabilitação contra o Sport, na Arena Joinville.

O jogo – A novidade de Tite para a partida contra o Joinville ficou apenas três minutos em campo. O atacante Rildo caiu de mau jeito na lateral esquerda, contundiu o ombro e, com muitas dores, precisou ser substituído pelo novato Malcom, que havia perdido espaço para o companheiro vindo da Ponte Preta.

Malcom não demorou a mostrar serviço. Aos 11 minutos, ele fez um lançamento preciso para Elias avançar pela ponta esquerda e cruzar rasteiro para Vagner Love. O centroavante parou inicialmente na defesa do goleiro Agenor e, no rebote, isolou a bola. Inacreditável.

Apesar da chance desperdiçada, o Corinthians continuou envolvente. Renato Augusto estava em manhã inspirada e, com algumas jogadas de efeito, pôde explorar bem os espaços que o Joinville oferecia do lado direito de sua defesa. O time de Tite só não era objetivo quando se aproximava da área.

O Joinville, por sua vez, não queria pecar pela falta de praticidade. Paulo César Gusmão tinha uma estratégia bem definida para surpreender o Corinthians em Itaquera – manter a sua equipe segura na marcação e pronta para contra-atacar em velocidade. O que chegou a incomodar o goleiro Cássio vez ou outra.

Ainda eram do Corinthians, contudo, as melhores oportunidades de gol. E, para lamentos de alguns torcedores, a maioria com Vagner Love. Aos 24 minutos, ele recebeu do lado esquerdo da pequena área e demorou muito a concluir a jogada. Restou reclamar de pênalti ao ser impedido de chutar com firmeza.

Quando foi Malcom que ficou diante do gol, a bola entrou. Aos 38, Uendel brigou com a marcação do Joinville na entrada da área e conseguiu passar para o prata da casa, que teve tranquilidade para bater rasteiro e inaugurar o marcador na Zona Leste de São Paulo.

Tentando reagir no segundo tempo, o Joinville teve de voltar do intervalo com Domingues no lugar de Naldo. Anselmo já havia saído no decorrer da etapa inicial, lesionado, dando lugar a Danrlei. O mesmo ocorreria com Diego, substituído por Alef. E quase o placar também mudou em pouco tempo.

Aos sete minutos, Edigar Junio concluiu com categoria por cima de Cássio e já se preparava para comemorar a igualdade. Felipe, no entanto, apareceu para salvar o Corinthians com um corte providencial em cima da linha. O zagueiro foi parar dentro da rede, e a torcida da casa comemorou o feito como um gol.

A bola entraria aos 12 minutos, mas na outra meta de Itaquera. Malcom fez boa jogada pela esquerda e rolou para trás, de onde Jadson chutou em cima da defesa. O canhoto Uendel ficou com a sobra e usou o pé direito para concluir no canto e ampliar a vantagem corintiana na partida.

O segundo gol trouxe tranquilidade para quase todos os jogadores do Corinthians. Menos para Vagner Love, que seguia atrapalhado quando recebia a bola e impacientava os torcedores mais exigentes. Com ele em campo até o fim, poupado de vaias em uma substituição, Tite terminaria o jogo com Danilo e Cristian nas posições dos aplaudidos Jadson e Elias e acabaria premiado.

Aos 43 minutos, Vagner Love recebeu passe de Renato Augusto e arrancou pelo meio com liberdade até chegar dentro da área, bater na saída de Agenor e tornar a manhã de domingo perfeita para todos aqueles que defendiam o líder do Campeonato Brasileiro diante do Joinville.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 3 X 0 JOINVILLE

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 13 de setembro de 2015, domingo

Horário: 11 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos de GO)

Público: 41.809 pagantes (total de 42.075)

Renda: R$ 2.679.187,00

Cartão amarelo: Anselmo (Joinville)

Gols: CORINTHIANS: Malcom, aos 38 minutos do primeiro tempo; Uendel, aos 12, e Vagner Love, aos 43 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Elias (Cristian), Jadson (Danilo) Renato Augusto e Rildo (Malcom); Vagner Love

Técnico: Tite

JOINVILLE: Agenor; Mário Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Diego (Alef); Naldo (Domingues), Anselmo (Danrlei), Edson Ratinho e William Popp; Edigar Junio Fernando Viana

Técnico: Paulo César Gusmão

Fonte: Estadão

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes