Corinthians vence e acaba com invencibilidade do Internacional

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Corinthians recebeu o Internacional, líder do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena, neste sábado, pela 19ª rodada da competição. Com Matheus Davó titular, o time comandado por Vagner Mancini não se intimidou diante de uma das equipes favoritas ao título e, mais eficiente, conseguiu a importantíssima vitória por 1 a 0, gol de Davó, a aposta do treinador corintiano. Thiago Galhardo, artilheiro do torneio, foi expulso já no final do jogo por forte entrada em Otero.

Com o resultado, o Corinthians foi a 24 pontos, acabou com a sequência de sete jogos de invencibilidade do Inter e se distanciou da zona de rebaixamento do Brasileirão, se redimindo da derrota no meio de semana para o América-MG, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

O Internacional, por sua vez, perdeu a oportunidade de se manter na liderança do Campeonato Brasileiro sem depender de outros resultados da rodada e conquistar o título simbólico do primeiro turno. Com 35 pontos, o Colorado pode perder a primeira colocação na tabela para o Flamengo, que recebe o São Paulo neste domingo no Maracanã.

O jogo – O Internacional precisou de exatos 17 segundos para quase abrir o placar em Itaquera. Abel Hernández fez o cruzamento pela esquerda, Marcos Guilherme ajeitou e Edenilson, livre, bateu pro gol, dentro da área, mas mandou por cima da meta defendida pelo goleiro Cássio, desperdiçando uma excelente oportunidade.

O Corinthians respondeu aos 13 minutos. Fagner cobrou lateral em profundidade para Ederson, que foi conduzindo a bola em direção ao gol e só não parou no fundo das redes porque Marcelo Lomba apareceu no meio do caminho para intervir.

Daí em diante o jogo ficou mais concentrado entre as duas intermediárias. O Internacional tinha mais posse de bola, mas não conseguia penetrar na defesa do Corinthians, que apostava na velocidade para contra-atacar. E foi exatamente assim que o Timão, aos 32 minutos, acabou abrindo o placar. Cazares recebeu ótimo lançamento de Fagner, tocou na frente antes da chegada de Cuesta e cruzou na medida para Matheus Davó, a aposta de Mancini, estufar as redes.

Em desvantagem, o Internacional se viu obrigado a se jogar ainda mais no ataque, mas a consistência e o bom posicionamento defensivo do Corinthians seguiram prevalecendo diante da insistência colorada e garantiu a vitória parcial aos donos da casa no primeiro tempo.

A etapa complementar começou agitada. Logo no primeiro minuto Patrick fez uma linda jogada pela esquerda, passando a bola por entre as pernas de Fagner, e cruzou rasteiro para o meio da área, mas a defesa do Corinthians afastou o perigo. Depois disso, o torcedor que esperava fortes emoções começou a se decepcionar. Com um jogo bastante brigado, poucas chances de gol passaram a acontecer ao longo da partida.

Se não dava com a bola rolando, o Corinthians tinha como carta na manga as bolas paradas com Otero. Explorando a principal característica do meia, que bate muito bem na bola, o Timão tentou vencer Marcelo Lomba aos 22 minutos, quando o venezuelano soltou a bomba de meia distância, mas o goleiro do Inter fez a defesa sem dar rebote.

Já na reta final da partida, o Internacional, cada vez mais presente no campo ofensivo na busca do empate, até tentou levar perigo a Cássio, mais precisamente aos 35 minutos, mas, após cruzamento da esquerda, o máximo que Edenilson conseguiu foi dominar a bola e vê-la sair pela linha de fundo.

O Corinthians, mesmo administrando o resultado, com uma postura defensiva, por pouco não ampliou no último minuto de jogo, quando Gabriel puxou contra-ataque e tocou para Luan, que, cara a cara com Marcelo Lomba, dominou errado, e a bola parou nas mãos do goleiro. E ainda deu tempo de Thiago Galhardo, artilheiro do Brasileirão, ser expulso por forte entrada em Otero antes do apito final.

CORINTHIANS 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 31 de outubro de 2020, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
VAR: Wagner Reway (PB)

Gols: Matheus Davó, aos 32 do 1ºT (Corinthians)
Cartões amarelos: Gil, Otero, Cazares (Corinthians); Victor Cuesta, Edenilson (Internacional)
Cartão vermelho: Thiago Galhardo (Internacional)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Marllon e Fábio Santos; Xavier, Ramiro (Gabriel), Ederson (Camacho) e Cazares (Luan); Otero e Matheus Davó (Léo Natel)
Técnico: Vagner Mancini

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor (Nonato), Zé Gabriel (Yuri Alberto), Victor Cuesta e Uendel (Johnny); Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick; Marcos Guilherme (D’Alessandro), Thiago Galhardo e Abel Hernández.
Técnico: Eduardo Coudet

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes