Corinthians segura empate contra o Boca Juniors na Bombonera

O Corinthians conseguiu segurar um empate por 1 a 1 na Bombonera, contra o Boca Juniors, na noite desta terça-feira, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Com esse resultado, a equipe foi a oito pontos e deixou para a última partida, contra o Always Ready, em casa, sua confirmação para as oitavas de final da competição.

O primeiro tempo foi marcado por um Alvinegro seguro no início, sem correr riscos, e com o gol de Du Queiroz, o primeiro dele com a camisa do clube, aos 16 minutos. Depois disso, porém, o Boca dominou as ações, ainda que sem criatividade. O gol, que parecia questão de tempo, aconteceu aos 42, com Benedetto, em forte chute cruzado.

A segunda etapa não iniciou bem para o Timão, que viu Cássio realizar uma grande defesa em chute de Salvio. Para piorar, a equipe teve Cantillo e Vítor Pereira expulsos após confusão com Pol Fernández. Ainda assim, o placar foi mantido.

Vale mencionar que, antes do duelo, mais um caso de injúria racial aconteceu na torcida do Boca Juniors. Um homem apareceu imitando um macaco a torcedores do Corinthians. Em abril, no jogo na Neo Química Arena, um homem foi detido pela Polícia por realizar o gesto. Ele foi solto no dia seguinte após pagamento de fiança por parte do Consulado da Argentina.

O próximo compromisso do Corinthians na Libertadores será, portanto, diante do Always Ready, na Neo Química Arena, no dia 26 de maio, às 21h (de Brasília), mesmo dia e horário que o Boca enfrenta o Deportivo Cali na Bombonera. No domingo, porém, o desafio será pelo Campeonato Brasileiro: o Timão recebe o São Paulo em casa pela sétima rodada, às 16h (de Brasília).

O Corinthians iniciou a partida com uma escalação com três zagueiros e Lucas Piton atuando pela direita. Foi do Boca a primeira chegada, com Salvio chutando por cima do gol de Cássio. Pouco depois, o lado direito com Piton foi acionado em tabela com Gustavo Silva e, posteriormente, com Jô, que fez falta dentro da área.

O duelo seguiu movimentado, com os donos da casa partindo para cima, primeiro com Salvio e, depois, em chute fraco de Benedetto para as mãos de Cássio. Aos 13, Jô fez o pivô para Willian, que arrancou, mas acabou parado por Pol Fernández. Na sequência, Zeballos chegou pela esquerda e cruzou para a área, quando Fábio Santos antecipou Sálvio e afastou o perigo.

Mesmo em momento “amarrado”, o Timão chegou ao gol aos 19 minutos, com Du Queiroz – o primeiro dele após 41 jogos com a camisa do clube. Maycon cruzou na área, a zaga do Boca afastou, mas Du pegou a sobra, passou para Raul, que tocou de volta. O camisa 31 chutou e, devagar, a bola foi no cantinho de Rossi.

Depois do tento, o Alvinegro subiu a marcação e, aos 27, Maycon cruzou forte na primeira trave e Bambu, em disputa com Izquierdoz, cabeceou para fora. Um minuto depois, o volante perdeu a bola no meio de campo e Varela arrancou, dando passe para Benederro, que chutou por cima do gol.

Os xeneizes, então, passaram a ficar mais com a bola, tentando igualar o placar. Salvio recebeu a bola por trás da zaga do Corinthians, e Raul tirou – uma boa chance, ainda que o impedimento tenha sido marcado. Pouco depois, aos 37, Zeballos foi lançado atrás de Robson, conseguiu se desvencilhar e cortar Cássio. Ele ajeitou a bola para Salvio, que chutou de direita, mas João Victor fez o desvio no momento certo. Após muita pressão, o Boca chegou ao tento com ele, Benedetto.

Aos 42 minutos, Advíncula cruzou na área e Raul afastou, mas, na sobra, Maycon perdeu a bola, e o camisa 9 argentino chutou forte e cruzado para o fundo das redes. Antes do fim do primeiro tempo, o Boca ainda cobrou uma falta na área corintiana.

Sem mudanças, ambas as equipes voltaram para a partida, já com Robson levando um cartão amarelo por entrada em Romero. Os donos da casa iniciaram melhor a segunda etapa, principalmente em duas saídas erradas da defesa corintiana. Na segunda delas, Salvio obrigou Cássio a realizar uma grande defesa, cara a cara.

Depois disso, Vítor Pereira realizou três alterações, com as entradas de Cantillo, Mantuan e Renato Augusto nos lugares de Maycon, Robson e Willian, na tentativa de mudar as ações do jogo. No entanto, a partida tomou outro rumo, infelizmente.

Aos 20 minutos, Fábio Santos sentiu alguma coisa e Cássio chutou para fora. Na sequência, o lateral se levantou e jogadores do Boca não gostaram, iniciando uma pequena confusão. Os argentinos não devolveram a bola e, aos 22, Cantillo empurrou Pol Fernández no chão e um novo tumulto foi iniciado, com entrada, inclusive, de Vítor Pereira no gramado. Nisso, Cantillo e VP foram expulsos, enquanto Fernández recebeu amarelo.

O Corinthians, então, se fechou completamente e o Boca tentou, ainda que sem efetividade real, chegar ao gol, sufocando os brasileiros em seu campo de defesa – em dois momentos o time teve chance de contra-ataque, sem sucesso. A melhor chance aconteceu já nos acréscimos, em cruzamento certeiro, Salvio cabeceou muito perto do gol.

BOCA JUNIORS 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Bombonera, em Buenos Aires-ARG
Data: 17 de maio de 2022 (terça-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Christian Ferreyra (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Marin Soppi (URU)
Cartões amarelos: Jô, Robson Bambu, Renato Augusto, Mantuan, Raul Gustavo e Fábio Santos (Corinthians); Varela, Benedetto e Pol Fernández (Boca Juniors)
Cartão vermelho: Cantillo e Vítor Pereira (Corinthians)
GOLS: Corinthians: Du Queiroz, aos 16 do primeiro tempo; Boca Juniors: Benedetto, aos 42 minutos do primeiro tempo.

BOCA JUNIORS: Rossi; Advíncula, Zambrano, Isquierdoz, Fabra; Romero, Varela, Pol Fernández; Zeballos (Vázquez), Salvio e Benedetto. Técnico: Sebastián Battaglia.

CORINTHIANS: Cássio; Robson Bambu (Mantuan), João Victor, Raul Gustavo; Lucas Piton (Gil), Fábio Santos, Du Queiroz e Maycon (Cantillo); Gustavo Silva, Willian (Renato Augusto) e Jô (Júnior Moraes). Técnico: Vítor Pereira.

Fonte: Yahoo! – Foto: Divulgação/Conmebol