Corinthians goleia o Santos e encaminha vaga na Copa do Brasil

O Corinthians não tomou conhecimento do Santos e amassou a equipe da Baixada Santista nesta noite, na Neo Química Arena, ao golear por 4 a 0, três ainda no primeiro tempo, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Com isso, o Timão vai para a Vila Belmiro, no dia 13 de julho, com a grande vantagem no marcador. Já o Peixe não poderá contar com Zanocelo, que foi expulso aos 16 minutos do segundo tempo e deixou a equipe ainda mais exposta.

O primeiro tempo foi perfeito para os donos da casa, que ficaram o tempo todo no ataque e os três gols foram questão de tempo, o primeiro marcado por Mantuan, o segundo por Giuliano e, por fim, o terceiro com Raul Gustavo. Nos três houve participação do camisa 10 Willian. Do outro lado, o Peixe mal conseguiu ficar com a bola, perdido em campo e sem poder de reação, nem sequer criação.

Na segunda etapa, a atitude foi a mesma, dos dois times, e o árbitro chegou a marcar um pênalti em cima de Róger Guedes, mas, chamado pelo VAR, voltou atrás corretamente. No entanto, aos 16 minutos, Marcelo de Lima Henrique, novamente após intervenção do árbitro de vídeo, expulsou Zanocelo, após agressão a Mantuan. Para consagrar a grande noite do Timão, Giuliano fez seu segundo e fechou o placar com goleada.

O próximo compromisso entre as equipes é justamente um novo clássico, no entanto, válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Novamente na Neo Química Arena, Corinthians e Santos voltam a se encontrar neste sábado, às 19h (de Brasília).

Buscando o ataque, a primeira chance do Corinthians surgiu em bola lançada por Cantillo a Willian na esquerda, que cruzou para a área, mas ninguém chegou. Na sequência, Róger Guedes recuperou a bola na direita, mas a jogada foi travada.

A resposta veio aos cinco minutos, com chute de primeira de Zanocelo após corte de Guedes, assustando Cássio. Já chegando aos dez minutos, Mantuan recebeu na direita e carregou a bola para o meio, arriscando o chute, travado pela defesa.

Depois de muito insistir, com o time quase totalmente no campo de ataque, Róger Guedes recebeu a bola na entrada da área, mais à direita, e arriscou chute cruzado, defendido por João Paulo.

Pouco depois, os donos da casa seguiram pressionando, com cruzamento de Róger Guedes, espalmado pelo goleiro. Quase na sequência, o camisa 9 perdeu um gol na frente de João Paulo, chutando por cima.

Aos 19, enfim, Willian abriu para passagem de Piton, que cruzou rasteiro para a área, onde Mantuan tocou para o fundo das redes, levando a torcida à loucura.

Com o gol, o Santos tentou responder rápido e já no primeiro ataque, indo pela direita, em cruzamento, mas Lucas Pires cabeceou para fora. E foi só.

Depois disso, o Timão foi novamente para cima e, aos 27, Fagner tabelou com Willian pela direita e cruzou para Du Queiroz. Ele tocou para o gol, a bola bateu em Giuliano e entrou, ampliando o marcador.

O Peixe não conseguia sequer ficar com a bola, sem ações de combate e criação. O Corinthians, então, seguiu aproveitando seu bom momento na partida, chegando em novo chute de Mantuan aos 32, defendido por João Paulo. Pouco depois, pela esquerda, Róger Guedes carregou, cortou para dentro e chutou, mas a bola foi pelo lado de fora da rede.

O terceiro tento, então, virou questão de tempo. Já partindo para o final do primeiro tempo, Wilian cobrou escanteio diretamente na cabeça de Raul Gustavo, que subiu mais alto e mandou para o fundo das redes.

No retorno do intervalo, sem nenhuma modificação em ambas as equipes, o Corinthians seguiu com a mesma atitude, já partindo para o campo de ataque nos minutos iniciais. Pouco depois, João Victor e Du saíram para as entradas de Robert Renan e Roni – os jogadores sentiram e foram substituídos.

Aos dez minutos, Róger Guedes partiu para o ataque, carregou e foi derrubado por Kaiky dentro da área. O árbitro marcou pênalti, mas, chamado pelo VAR, acabou voltando atrás, já que o camisa 9 não sofreu falta. No entanto, aos 16 minutos, Marcelo de Lima Henrique, novamente após intervenção do árbitro de vídeo, expulsou Zanocelo, após agressão a Mantuan.

Com mais modificações em ambas as equipes, o jogo ficou mais morno, como já era esperado, com o Corinthians tentando aproveitar erros adversários. O Santos, com um a menos, cobrou falta aos 27 minutos, em bola alçada para a área para Bauermann, mas a bola ficou tranquilamente com Cássio.

Aos 31, após cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área e Giuliano encheu o pé, no ângulo, para fechar o placar com goleada. Na sequência, Cássio ainda fez grande defesa em chute de Marcos Leonardo. Partindo para os acréscimos, Guedes cobrou falta e João Paulo espalmou.

Pouco depois, Adson tentou dribles pelo lado direito e irritou jogadores do Santos. Uma pequena confusão se instalou por ali e Felipe Jonatan acabou amarelado.

CORINTHIANS 4 X 0 SANTOS

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 22 de junho de 2022 (quarta-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Auxiliares: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)
Cartão amarelo: João Paulo e Felipe Jonatan (Santos)
Cartão vermelho: Zanocelo (Santos)
GOLS: Corinthians: Mantuan, aos 19 minutos do 1º tempo; Giuliano, aos 27 do 1º tempo e aos 31 do 2º tempo; Raul Gustavo, aos 43 do 1º tempo.
Público total: 40.624 // Público pagante: 40.316
Renda: R$ 2.424.757,11

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, João Victor (Robert Renan), Raul Gustavo e Lucas Piton; Du Queiroz (Roni), Cantillo (Xavier) e Giuliano (Matheus Araújo); Mantuan, Willian (Adson) e Róger Guedes. Técnico: Vítor Pereira.

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, Kaiky, Bauermann e Lucas Pires (Ângelo); Rodrigo Fernández (Camacho), Zanocelo e Sandry; Jhojan Julio (Felipe Jonatan), Marcos Leonardo (Rwan Seco) e Léo Baptistão (Bruno Oliveira). Técnico: Fabián Bustos.

Fonte: Yahoo!Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians