Corinthians estreia na Copinha com goleada sobre o Pinheiro-MA

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Maior campeão da Copa São Paulo de Juniores, com nove conquistas, o Corinthians estreou com extrema facilidade na edição de 2017 do torneio. A equipe comandada por Osmar Loss fez 6 a 0 sobre o modesto Pinheiro-MA, na noite desta quarta-feira, e chamou a atenção do técnico Fábio Carille, presente nas arquibancadas do Joaquinzão.

O resultado deixou o Corinthians com os mesmos 3 pontos do Taubaté no grupo 17 da Copinha. Na preliminar, o time anfitrião da chave havia derrotado o Operário-MS por 1 a 0, com gol do meio-campista Gabryel.

O grupo 17 terá a sua segunda rodada na sexta-feira. Enquanto o Pinheiro tentará se recuperar do vexame da estreia, contra o Taubaté, o Corinthians irá a campo para encaminhar a sua classificação diante do Operário-MS.

O jogo – O Corinthians precisou de dois minutos para mostrar ao Pinheiro como seria a estreia das duas equipes na Copa São Paulo – uma partida de ataque contra defesa. O meia Mantuan carregou a bola na intermediária e deixou escapar para a esquerda, onde o lateral Guilherme Romão apareceu para chutar firme e acertar a rede.

Em menos de dez minutos, a torcida corintiana festejou outro gol, com grande colaboração da defesa do Pinheiro. O centroavante Carlinhos pressionou a zaga adversária, roubou a bola de Wescley dentro da área e concluiu no canto, com categoria.

Aos 19, foi a vez de o meia-atacante que diz ter o estilo de Lionel Messi aparecer na partida. Pedrinho fez grande jogada do lado direito e deixou o armador Fabrício Oya em condições de marcar o gol. Na rebatida do goleiro Chico, ele mesmo aproveitou para finalizar por cobertura.

Três minutos mais tarde, a vitória parcial foi transformada em goleada. Mantuan recebeu outro presente da defesa do Pinheiro e provou estar com o pé calibrado ao mandar a bola no ângulo.

Diante de tamanha facilidade no jogo, o Pinheiro tentou amenizar o domínio do time paulista com duas alterações antes dos 30 minutos – Michael e Wescley saíram para as entradas de Rodrigo e Júnior Souza. Não adiantou. O Corinthians continuou a criar chances de gol, e Carlinhos só não fez mais um porque estava em posição de impedimento, invalidando o lance.

Antes do intervalo, houve tempo para os novatos corintianos chegarem ao quinto gol. Lançado por Thiago, Marquinhos levou a melhor na dividia com Júnior Souza e fez a assistência para Mantuan completar.

Com a torcida em êxtase, o Corinthians desceu para o vestiário com a missão de voltar de lá com o mesmo ritmo do primeiro tempo. “Sabemos que não podemos relaxar, que é importante fazer saldo de gols nesse torneio”, cobrou Mantuan.

Na expectativa de justificar o discurso do atleta, o técnico Osmar Loss sacou Fabrício Oya, uma das estrelas de sua equipe, e mandou ao gramado o atacante Matheus. Embora o Corinthians tenha permanecido no ataque, contudo, era difícil ter o mesmo ímpeto de antes.

O sexto gol, por isso, demorou 16 minutos a sair. Após Pedrinho ser derrubado por Natan dentro da área, Carlinhos se apresentou para a cobrança do pênalti, chutou no canto e beijou o escudo corintiano na direção da torcida para comemorar.

Com o placar definido, porém, era desnecessário suar tanto para satisfazer ainda mais o público. Loss aproveitou o restante do segundo tempo para promover testes no seu Timãozinho, que rodou a bola de um lado a outro do campo sem ser ameaçado pelo frágil Pinheiro.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes