Corinthians e Santos empatam na Neo Química Arena pelo Brasileirão

Depois de se enfrentarem pela Copa do Brasil no meio de semana, Corinthians e Santos voltaram a ficar frente a frente na noite deste sábado, agora pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desta vez, o clássico terminou 0 a 0 na Neo Química Arena.

Com o resultado, o Timão segue na vice-liderança, agora com 26 pontos, dois a menos que o líder Palmeiras. O Verdão, porém, visita o Avaí neste domingo e pode abrir vantagem na ponta do torneio. O Alvinegro Praiano, por sua vez, foi a 19, na sexta colocação.

O Corinthians volta a campo agora na terça-feira, às 21h30 (de Brasília), quando recebe o Boca Juniors, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Já o Santos visita o Deportivo Táchira-VEN na quarta-feira, às 21h30, pela partida de ida das oitavas da Sul-Americana.

Os rivais alvinegros voltam a se enfrentar no dia 13 de julho, às 21h30, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, o Timão venceu por 4 a 0 e, portanto, pode perder por até três gols de vantagem para avançar às quartas.

Mesmo atuando longe de casa, o Peixe começou o primeiro tempo melhor na Neo Química Arena. Os visitantes dominaram a posse de bola nos primeiros minutos e tentaram encurralar os rivais no campo de defesa. Com isso, não demorou para a equipe da Baixada criar chances.

Com o relógio marcando 10 minutos, Marcos Leonardo recebeu grande lançamento e saiu cara a cara com Cássio. O atacante tentou tocar de cavadinha, mas mandou para fora. Na sequência, foi a vez de Léo Baptistão tentar. O santista foi acionado na entrada da área e emendou forte chute rasteiro, obrigando o goleiro corintiano a fazer ótima defesa.

Aos 21, Marcos Leonardo teve mais uma grande oportunidade, dessa vez em cobrança de falta da entrada da área. O camisa 9 tentou surpreender e bater por baixo da barreira, porém errou o alvo.

Do outro lado, o Corinthians respondeu com dois chutes de longe. Du Queiroz recebeu com liberdade na intermediária e soltou uma pancada por cima. Instantes depois, Mantuan arriscou em cobrança de falta e tirou tinta da trave direita de John.

Já aos 33 minutos, Mantuan fez bela jogada pela esquerda e encontrou Du Queiroz livre no bico da área. O volante, então, emendou um forte arremate que passou raspando o travessão.

No final do primeiro tempo, ainda deu tempo do Alvinegro Praiano assustar mais uma vez. Ângelo recebeu pela esquerda, cortou para o meio e bateu para o gol. Atento, Cássio fez tranquila defesa.

Na volta do intervalo, o Timão partiu para cima. Com dois minutos, Giuliano tabelou com Willian, driblou Bauermann e bateu cruzado na saída de John. A bola passou na frente da meta e se perdeu pela linha de fundo.

Na sequência, Adson dominou pela direita e deu ótimo passe para Rafael Ramos, O lateral, então, soltou uma pancada pela linha de fundo.

A resposta do Santos saiu aos nove minutos. Em rápido contra-ataque, Ângelo deu um chapéu e uma caneta em Fábio Santos, invadiu a área e bateu travado. Na sobra, Léo Baptistão finalizou pelo lado.

A partir de então, a partida ficou mais equilibrada em Itaquera, com as duas equipes pecando no último passe na criação. Com isso, as chances reais de gol só voltaram a aparecer aos 23 minutos. Adson fez ótima jogada pela direita e tocou para Willian, que ajeitou para Roni. O volante bateu colocado da intermediária e obrigou John a fazer linda defesa.

Nos minutos finais, os donos da casa até esboçaram uma pressão em busca de um tento salvador. O time, no entanto, teve dificuldades para furar a forte marcação. Do outro lado, o Peixe tentou esfriar o clássico de qualquer maneira e, com isso, pouco sofreu para segurar o empate.

CORINTHIANS 0 X 0 SANTOS

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 25 de junho de 2022 (sábado)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA-SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA)
Cartões amarelos: Roni, Adson, Fagner (Corinthians); Ângelo, Rodrigo Fernández e Rwan (Santos)

CORINTHIANS: Cássio; Rafael Ramos (Fagner), Robert Renan, Raul e Fábio Santos; Cantillo, Du Queiroz (Giuliano) e Roni (Piton); Adson, Mantuan (Willian) e Felipe (Junior Moraes).
Técnico: Vítor Pereira.

SANTOS: John; Auro (Rwan), Velázquez, Bauermann e Felipe Jonatan; Rodrigo Fernández e Camacho (Sandry); Ângelo (Bruno Oliveira), Lucas Braga, Marcos Leonardo e Léo Baptistão (Lucas Pires)
Técnico: Lucas Ochandorena (Auxiliar)

Fonte: Yahoo!