Com presença de autoridades e cortejo, quatro mortos em acidente de avião são enterrados em Piracicaba

Quatro integrantes da família morta em um acidente aéreo, em Piracicaba (SP), foram enterrados nesta quarta-feira (15). A queda da aeronave matou o sócio da Raízen Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sua mulher, três filhos, o piloto e copiloto.

O velório da família Silveira Mello aconteceu no Espaço Beira Rio e teve início pouco depois de 9h30 apenas para a família. A previsão era de que às 10h30 a visita fosse liberada ao público, mas a família decidiu manter a cerimônia fechada aos familiares e amigos, segundo apurado pela reportagem no local.

O cortejo funerário saiu às 15h do Espaço Beira Rio em direção ao Cemitério da Saudade. Para o cortejo, com itinerário de três quilômetros, alguns trechos de avenidas arteriais da cidade foram interditados por um curto período de tempo, como a Armando Salles de Oliveira, Independência e Saldanha Marinho.

Quem são as vítimas do acidente aéreo em Piracicaba — Foto: Reprodução/ TV Globo
Vítimas do acidente aéreo em Piracicaba (Foto: Reprodução/ TV Globo)

O empresário Celso, a esposa Maria Luiza e os filhos Celso e Fernando foram enterrados no Cemitério da Saudade. O corpo de Camila foi encaminhado para o crematório e, após as liberações legais, será cremado, segundo a funerária.

No período da manhã, o Bispo de Piracicaba, Dom Devair Araújo da Fonseca, compareceu ao velório, onde presidiu a cerimônia religiosa de homenagem aos cinco mortos da família. Segundo a diocese, o mesmo rito será realizado para o piloto e o copiloto do avião, quando ocorrerem.

Velório família de Celso Silveira Mello Filho após queda de avião em Piracicaba — Foto: Felipe Boldrini/EPTV
Velório família de Celso Silveira Mello Filho após queda de avião em Piracicaba (Foto: Felipe Boldrini/EPTV)

Autoridades políticas que conheciam a família também foram ao velório, entre elas o prefeito Luciano Almeida (DEM).

“Tentar confortar essa família, o que restou dela. Porque é uma fase que não é hoje que se encerra. Os próximos dias vão ser muito mais difíceis para todos eles e a gente vai estar aqui, como amigo, como o que for necessário para poder apoiar eles.”

O diretor da Coplacana, Arnaldo Antonio Bortoletto, também compareceu. “É ter fé, eu acho que a vida continua. E pedir para que Deus ajude os familiares que ficaram, que vão ter que dar continuidade a essa família”, disse.

Enterro de membros da família Silveira Mello em Piracicaba — Foto: Reprodução/ EPTV
Enterro de membros da família Silveira Mello em Piracicaba (Foto: Reprodução/ EPTV)

O deputado Roberto Morais (Cidadania) foi até o local e lamentou as mortes. “São autênticos ‘caipiracicabanos’. a cidade ficou chocada, está triste, parece que nem movimento tem”.

A primeira dama do estado de São Paulo, Bia Doria, também teve no velório e ficou pouco mais de uma hora. Ela não quis gravar entrevista.

Piloto e copiloto

Já o velório do piloto Celso Carloni, de 39 anos, acontece nesta quinta-feira (16), das 8h às 11h, com sepultamento na sequência, no Cemitério Parque da Ressurreição, em Piracicaba.

O copiloto Giovanni Dedini Gullo, de 24 anos, será velado a partir das 10h, também nesta quinta, na sala 6 do Velório da Saudade, em Piracicaba. O sepultamento será realizado no Cemitério da Saudade, às 13h.

Na manhã desta quarta-feira (15), funcionários da Raízen foram até o local do acidente para recolher alguns objetos. A Guarda Municipal permaneceu nas proximidades para preservar o local.

Já no Aeroporto Municipal, a administração diz que espera uma movimentação maior de aviões nesta quarta por conta do velório e enterro da família. A expectativa é que devem pousar cerca de 20 aeronaves ao longo do dia.

Investigações

Corpo de Bombeiros, polícia e aeronáutica atuaram durante toda a manhã e tarde da terça-feira no local onde o avião caiu. O caso será investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira (FAB).

Equipes conseguiram localizar no local do acidente a caixa preta do avião, que é uma espécie de gravador de voz e que deve ajudar nas investigações.

Quase seis horas após o acidente, os destroços começaram a ser retirados do local. A aeronave tinha sido abastecida no aeroporto de Piracicaba, estava com tanque cheio e seguiria para uma fazenda no Pará, de propriedade da família vítima do acidente, onde passariam uma semana. A queda ocorreu 15 segundos após a decolagem.

A última manutenção da aeronave foi realizada em 23 de agosto. O retorno da oficina ocorreu na segunda-feira (13). A documentação e manutenção estavam em dia.

Equipes fazem perícia em aeronave que caiu em Piracicaba — Foto: Reprodução/EPTV
Equipes fazem perícia em aeronave que caiu em Piracicaba (Foto: Reprodução/EPTV)

A Força Aérea Brasileira informou que os investigadores do Cenipa vieram para Piracicaba para identificar indícios, fotografar o local e retirar partes da aeronave para análise, além de ouvir testemunhas e reunir documentos.

Não há prazo definido para a conclusão desse trabalho, que tem o objetivo de evitar que novos acidentes com as mesmas características ocorram, segundo o órgão.

A Polícia Civil informou que vai investigar o caso por meio do 4º Distrito Policial. Foram requisitadas perícias ao Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Médico Legal (IML). Também não há prazo para a investigação policial.

O acidente

A aeronave caiu em uma área de mata no bairro Santa Rosa e, com a explosão, um incêndio teve início no local.

Segundo o Corpo de Bombeiros, no avião bimotor modelo King Air B200, ano 2019, prefixo PS-CSM, estavam o sócio da Raízen Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sua esposa Maria Luiza Meneghel, 71 anos, e os 3 filhos do casal: Celso Meneghel Silveira Mello, 46 anos, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos, e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos. Também morreu o piloto Celso Elias Carloni, 39 anos, e o copiloto Giovanni Dedini Gullo, 24 anos.

As vítimas foram carbonizadas e morreram no local. O Corpo de Bombeiros localizou os sete corpos ainda durante a tarde.

Ainda de acordo com os bombeiros, o avião saiu do Aeroporto Municipal Pedro Morganti, em Piracicaba, com destino ao Pará e caiu logo depois, pouco antes das 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).

A queda da aeronave aconteceu em uma plantação de eucaliptos.

Fonte: G1

Scroll Up