Com guerra de bastidores, CBF vive indefinição sobre data do fim da temporada

Está em curso uma guerra nos bastidores do futebol brasileiro sobre a melhor maneira de encerrar a temporada 2021. Há quem defenda – como o Atlético-MG – que o calendário de jogos termine no dia 5 de dezembro, data prevista inicialmente para o fim do Brasileirão, e quem prefira – como o Flamengo – que a temporada se estenda e avance ao longo do último mês do ano.

Essa divergência também existe dentro da CBF. A entidade mantém conversas com a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) antes de tomar essa decisão, que deve ser anunciada ainda nesta semana. Segundo apurou a reportagem, a Fenapaf está ouvindo as lideranças de cada elenco da Série A antes de informar uma posição final para a CBF.

Existe uma solução já considerada complicada para esticar a corda até 8 e 9 de dezembro – quarta e quinta-feira – para o fim do Brasileiro. Com as finais da Copa do Brasil em 12 e 15 de dezembro. Mas os atletas, nas primeiras consultas da Fenapaf a sindicatos e lideranças, não querem prolongamento até 19 ou 26 de dezembro. Pois interferiria diretamente nas férias, uma vez mais.

Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues não bateu martelo sobre o fim da temporada — Foto: Martín Fernandez
Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues não bateu martelo sobre o fim da temporada (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O principal argumento de quem defende o fim do Brasileirão no dia 5 de dezembro diz respeito às férias dos jogadores. A categoria emendou as temporadas de 2020 e 2021. Em razão da pandemia, não houve descanso entre o fim da última Série A e os estaduais deste ano.

O último período oficial de férias foi em abril de 2020, quando a pandemia apenas havia sido decretada e os campeonatos estavam interrompidos. Além disso, a temporada de 2022 será também espremida por causa da Copa do Mundo, que começa em 18 de novembro. A Série A precisa acabar antes disso.

A Fenapaf prefere que o Brasileirão termine no dia 5 de dezembro, mas sua posição final vai depender do que disserem os capitães dos 20 times. A Federação Paulista de Futebol informou nesta quarta à CBF que seus cinco clubes na Série A querem o encerramento do campeonato em 5 de dezembro.

Promessa de Juninho

Na última sexta, quando Tite convocou a Seleção para os jogos de outubro das Eliminatórias, a CBF anunciou que adiaria as partidas dos clubes com atletas convocados: Atlético-MG, Flamengo, Internacional e Palmeiras.

– Conversamos com o Manoel (Flores), que é o diretor de competições. E, por se tratar novamente de três jogos, vai ser adotado o mesmo critério que adotamos na data de setembro em relação aos clubes que tiveram jogadores convocados – dissera Juninho Paulista, coordenador da Seleção.

Internamente na CBF, estava tomada naquele momento a decisão de adiar o fim da Série A para a segunda quinzena de dezembro. Mas alguns clubes reagiram no sentido contrário e pediram para não terem seus jogos adiados, mesmo com os desfalques dos atletas convocados.

Uma solução discutida dentro da CBF seria adiar o fim da temporada em no máximo uma semana. Pois há previsão de início dos estaduais dia 30 de janeiro, com o retorno dos jogadores de férias para o dia 8 de janeiro. Aqueles clubes que fizerem as finais da Copa do Brasil – 12 e 15 de dezembro – fariam outro acordo com seus elencos.

Fonte: G1Lucas Figueiredo/CBF

Scroll Up