Com apoio da população, Prefeitura apresenta projeto de construção de complexo poliesportivo no Jd. Brasil

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

No último domingo (13), durante a cerimônia de entrega das novas instalações da EMEF Paulo Guimarães, no Jardim Brasil, o prefeito João Cury Neto apresentou à comunidade o projeto do complexo poliesportivo que a administração municipal pretende construir nas dependências do Estádio Petrarca Bacchi, popularmente conhecido como campo da Vila Maria. 
 
Na ocasião, um grupo de moradores manifestou apoio à proposta, segurando cartazes com dizeres do tipo: “Prefeito, não desista. O campo da Vila é nosso”; “Vamos lutar pela reforma do campo”; “Estamos juntos com você prefeito vamos fazer nosso complexo”. Recentemente, a Prefeitura formalizou a troca de imóveis considerados inservíveis para o município, com o terreno e as instalações do antigo campo. 
 
O projeto do Executivo Municipal é levar à leilão um terreno de 762,30m², localizado na Rua João Passos [em frente à Praça Carlos Gomes], avaliado em pouco mais de R$ 1 milhão e utilizar os recursos obtidos com a venda investir no projeto do novo complexo poliesportivo, que também servirá para o desenvolvimento de atividades socioeducativas voltadas à comunidade daquela região. 
 
Mas, em primeira votação na Câmara Municipal, o projeto que trata da venda do imóvel não atingiu o número suficiente de votos para ser aprovado. Por indicação do prefeito João Cury, a liderança do governo apresentou e foi aprovado o pedido de adiamento da segunda votação pelo prazo de 30 sessões para que houvesse tempo para amadurecer essa discussão a partir da elaboração do projeto executivo com todos os detalhes e o custo da obra.  
 
O grande complexo que a Prefeitura pretende construir inclui fechamento de toda a área, ginásio de esportes coberto com arquibancada; vestiários; campo de futebol com grama sintética; administração; almoxarifado; portaria; estacionamento; quadra de tênis;  playground; sanitários; academia ao ar livre; academia do idoso e pista de caminhada. No terreno ao lado da Escola Paulo Guimarães também foi apresentado o projeto que prevê a construção de uma grande pista de skate.
 
Representante dos moradores da região leste, o vereador Valmir Reis disse que continuará na busca dos votos necessários para que a Prefeitura seja autorizada a vender o terreno no Centro para investir na construção do novo complexo esportivo no Jardim Brasil. 
 
“Essa é uma obra muito importante para nós porque vai atender pessoas de todas as faixas etárias, de crianças a idosos, além dos times de futebol da região. Estamos junto com o prefeito porque sabemos o quanto esse projeto vai melhorar a situação para a comunidade do Jardim Brasil, Vila Mariana, Jardim Ciranda, Cohab II e toda nossa região. Vamos lutar até o fim para que essa obra aconteça”.
 
O estádio Petrarca Bacchi ocupa praticamente um quarteirão inteiro ao lado da escola Paulo Guimarães. Com o passar dos anos, a dificuldade enfrentada pelas diretorias do Clube Atlético Brasil para realizar a devida manutenção e investimentos na melhoria de sua estrutura transformou o espaço em um vizinho incômodo para os moradores. 
 
Em seu discurso o prefeito João Cury Neto, enfatizou que o campo está abandonado, não possui calçadas, os muros estão caindo e as mães são obrigadas a andar com carrinho de bebê pela rua. Sem contar que algumas pessoas têm sido flagradas no local usando e comercializando drogas.  
 
“Aproveitamos esse encontro com a comunidade do Jardim Brasil, por conta da inauguração da Escola Paulo Guimarães para apresentar o projeto que queremos executar aqui no antigo campo da Vila Maria. Nossa ideia é construir aqui um dos maiores complexos esportivos da cidade. Como não temos todo o dinheiro fomos procurar imóveis que Prefeitura tem e que não servem para instalação de equipamentos públicos, que pudessem ser vendidos em leilões públicos e com o dinheiro aplicá-lo no complexo. Não vamos desistir desse sonho, a população da região Leste merece um local para a prática de atividade física”, destaca.
 
O secretário de Esportes, Lazer e Turismo, Antonio Carlos Pereira, salienta que o projeto deve custar aproximadamente R$ 6 milhões e deverá ser executada por etapas. “Como não temos todo o dinheiro para a realização do projeto além da venda de imóveis também vamos buscar outras fontes de recursos no governo federal, por meio do Ministério do Esporte e do governo estadual”, relata.
 
Venda – Na última segunda-feira (14), a Câmara Municipal de Botucatu aprovou, por unanimidade, projeto de autoria do Executivo Municipal, que autoriza a venda de um imóvel de 438 metros quadrados, localizado na Avenida Julio Vaz de Carvalho, no Jardim Panorama. O valor de comercialização está avaliado em R$ 192 mil. Os recursos obtidos com a venda já serão destinados para o início das obras do complexo poliesportivo.
Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

 

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes