Artigo: Finados de lembranças – Por Dr. André Balbi

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Semana passada vivemos o Dia de Finados. Na verdade vivemos no dia de finados e, certamente, poucos de nós pensamos no significado pessoal deste dia. Para muitos, finados é dia de lembrar daqueles que morreram.

Não gosto desta definição. Penso que devemos lembrar daqueles que morreram e que nos trazem boas lembranças vários dias do ano e em diferentes situações, sempre de forma a integrá-los em nosso tempo e sem tristezas adicionais.

Afinal, são nossos parentes, amigos e irmãos de várias vertentes que nos marcaram por algum ou por vários motivos. “Isto não é possível”, ouviria de alguns professores que tive ao reverem o HC com seu imenso crescimento. “Sabíamos desde o início que este hospital cresceria deste jeito” diriam outros que viram nosso HC nascer.

Alguns alunos, ex-alunos e outros professores estariam preocupados com o perfil de nosso futuro presidente e pela história presenciada (e sentida) por eles em suas recentes memórias. Talvez ouvíssemos alguns discursos inflamados seguidos por rodadas de cerveja durante as quais todos cantariam músicas de seus tempos em uma grande e animada festa.

Nesta situação poderíamos ouvir novas e lindas canções de Cazuza na voz de Cassia Eller e poesias de Drummond, Bandeira, Quintana e tantos outros. Quem sabe Vinicius e Tom Jobim não pudessem nos trazer outra obra-prima parecida com tantas que fizeram quando estavam por aqui. E em uma cena deliciosamente imaginada por nós, poderíamos ouvir um diálogo entre duas pessoas especiais, uma das quais não conheci e outra que conheci por muitos anos.

Pessoas acima de tudo inteligentes, mas também sensíveis e companheiras, com uma grande capacidade de entender o mundo em que viviam, porque estavam à frente dele. – “Veja só, Sr. Daniel. Nossos filhos nos admiram do jeito que fomos”. – “E sempre comentam da gente, Sr. Jesus. Ficariam felizes se soubessem que conversamos longamente todos os dias”.

*Dr André Balbi é médico nefrologista, professor adjunto de Nefrologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e atual Superintendente do HCFMB.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes