Artigo: Caso de amor – Por André Balbi

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

 Nesta semana pre­senciamos um caso de amor visto e comparti­lhado por milhares de pessoas no Facebook e que ocorreu no Pronto Socorro Referenciado do nosso HC. Em meio às paredes frias daque­le local, onde o nível de tensão e cobrança che­gam a condições qua­se que insuportáveis para quem ali trabalha, ocorreu um casamento entre um paciente e sua companheira de longos anos.

Faço um resumo rápi­do para quem ainda não sabe o que houve. Milton, um senhor de 57 anos es­tava internado em nosso Pronto Socorro e, ao sa­ber que teria que realizar uma cirurgia cardíaca, em conversa com o Dr Gus­tavo, seu médico naquele momento, negou-se em aceitar o procedimento cirúrgico com receio de não poder se casar com sua companheira de tan­tos anos, Dona Eva, de 58 anos, caso a cirurgia não fosse um sucesso. Receio e desejo manifestados, rapidamente um exército de pessoas do bem que trabalham em nosso PS e nas demais unidades de nosso HC mobilizaram­-se para proporcionar ao casal uma cerimônia atípica, porém repleta de emoções que transbor­daram por todos os lados daquele local.

Este caso nos apresen­tou vários personagens, fundamentais em cada si­tuação ocorrida. Pessoas generosas que só pode­riam estar mesmo neste generoso HC.

Primeiro o Dr Gustavo, médico residente que, conversando com o pa­ciente, estabeleceu um elo de confiança mútua. E mostrando toda sua sensibilidade, entendeu que estava frente a uma pessoa doente e não a uma doença isolada, ten­do que enfrentá-la a qual­quer custo. Mostrou que os médicos podem sim, as vezes, vencer com o bom senso, os protocolos que tanto os amarram.

Depois a equipe toda de funcionários do HC, especialmente do PSR que, em tempo muito cur­to, se mobilizaram para promover a festa dos noi­vos. Vocês foram e são fundamentais para que este processo de humani­zação que, com tanta in­sistência falamos, nunca pare de acontecer.

E por fim, lembrar de nosso paciente e sua linda esposa, que trans­formaram o Pronto Socorro em um lugar íntimo e cheio de par­cerias.

Hoje dona Eva deve estar com seus familia­res, recém casada e re­cém viúva, recuperan­do-se de tantas e tão fortes emoções.

E o senhor Milton, sentado em algum pe­daço confortável do céu, sem dor no peito, esperando o momento de reencontrá-la mais uma vez, em algum lu­gar deste imenso mun­do em que vivemos.

** Dr André Balbi é médico nefrologista, professor associado de Nefrologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e atual Superintendente do HCFMB

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes