Artigo: Banho de Orgulho – Por André Balbi

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Ainda sob os efeitos do banho de orgulho que re­cebemos ao saber que o HC de Botucatu foi o ter­ceiro hospital público do Estado de São Paulo em número de atendimen­tos no primeiro semestre de 2019, segundo levan­tamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), fico pensan­do na importância deste fato.

O TCE é um do mais rigo­rosos órgãos fiscalizadores da gestão pública no Estado de São Paulo e, na última semana, divulgou em seu site dados obtidos junto aos mais de 150 hospitais au­ditados por ele no primeiro semestre de 2019. Estes da­dos mostram que o HCFMB foi o terceiro maior hospital em número de atendimen­tos e procedimentos (mais de 1,9 milhões), estando muito próximo do segundo colocado (HC da Unicamp – Campinas, com 2 milhões) e do HC de São Paulo (mais de 4 milhões de atendimentos).

Fico pensando como que um hospital, embora grande mas encravado em uma ci­dade ainda pequena quan­do comparada com cidades como São Paulo, Campinas ou Ribeirão Preto, pode atender mais de 1,9 milhões de pessoas em 6 meses. E isto em um período em que nossos recursos humanos e nosso orçamento não au­mentaram proporcional­mente ao crescimento da nossa assistência.

A resposta é simples. Te­mos gente envolvida com esse hospital, que veste a camisa do HC e que briga por ele, que se doa a esta entidade que atende e ajuda tantos doentes. Gente que não tem vergonha de pedir, doar-se, esforçar-se além de seus limites e trabalhar duro, muitas vezes sem o reconhecimento adequado e justo, para atender a quem nos procura. E esta gente, mais do que qualquer equi­pamento ou tecnologia de ponta, é que faz nossa dife­rença.

Cabe a nós, que traba­lhamos para o HC e pelo HC e ocupando qualquer posição neste hospital, desde aquele que o abre pela manhã até aquele que o fecha a noite, como se fosse possível manter este gigante dormindo du­rante algum período, man­ter esse crescimento de forma ética, organizada e humanizada.

Cabe a mim, que nunca imaginou estar à frente do hospital que me fez médi­co, principalmente neste momento de destaque, agradecer pela ajuda e confiança de todos.

**Dr André Balbi é médico nefrologista, professor associado de Nefrologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e atual Superintendente do HCFMB.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes