23 de julho, 2024

Últimas:

Colômbia recorre a satélites e rezas indígenas em busca das crianças desaparecidas

Anúncios

Imagens de satélite, milhares de folhetos lançados de helicópteros e rezas indígenas fazem parte das estratégias das equipes de resgate para encontrar as quatro crianças perdidas há 22 dias na Amazônia colombiana, informou a Presidência (22) nesta segunda-feira.

Militares antes de iniciarem as buscas pelas quatro crianças desaparecidas na Amazônia colombiana desde 1º de maio (Foto: Forças Armadas da Colômbia)

Com tecnologia de satélite, as autoridades tentam determinar o caminho feito pelos menores de 13, 9 e 4 anos, além do bebê de 11 meses, após um acidente de avião em 1º de maio.

Anúncios

Os irmãos da etnia huitoto desapareceram entre os departamentos (estados) de Caquetá e Guaviare, no sul do país, depois do acidente, no qual morreram sua mãe, o piloto e um líder indígena.

Mais de 160 militares buscam as crianças por terra e ar. E um grupo de indígenas de sete povos nativos de todo o país, acostumados a circular pela floresta, se uniu às buscas no fim de semana.

Anúncios

De acordo com a Presidência, as comunidades originárias “realizam processos espirituais, que consistem em falar com a floresta e pedir a ela que fale” e os ajudem a localizar os menores.

A Força Aérea, por sua vez, jogou de helicópteros 10 mil folhetos com instruções em espanhol e na língua nativa sobre como contactar as autoridades caso se tenha alguma informação.

No fim de semana, foram lançados de aviões 100 kits de sobrevivência, com água e comida (Foto: Forças Armadas da Colômbia)

As forças militares suspeitam que as crianças estejam vagando por um território de cerca de 323 quilômetros quadrados. No fim de semana, soltaram de aeronaves 100 kits de sobrevivência com comida e água.

Durante as buscas, foram encontradas uma pegada, pertences, um abrigo improvisado e uma fruta mordida. Familiares afirmam que o irmão mais velho tem grande habilidade para se locomover na selva, portanto, acreditam que eles estejam vivos.

O presidente Gustavo Petro chegou a dizer, na quarta-feira, que os menores haviam sido encontrados com vida, mas no dia seguinte voltou atrás e pediu desculpas pela falsa informação.

Fonte: Agências

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Na manhã desta segunda-feira (22), uma operação policial foi realizada pelos Policiais Civis da Delegacia de Proteção Animal da...

Categorias