Claudinho aparece pela 1ª vez com a camisa do Zenit

Negociado pelo Red Bull Bragantino, o campeão olímpico Claudinho fez nesta quinta-feira,12, sua primeira aparição com a camisa de seu novo clube, o Zenit, da Rússia. O clube europeu vai pagar 15 milhões de euros (cerca de R$ 92 milhões) ao Bragantino, que vai manter 20% de venda futura.

Em solo russo, o meia apareceu segurando a camisa do Zenit ao lado de seu agente, Fernando Garcia. A imagem foi postado em uma conta do empresário nas redes sociais:

Após a conquista do ouro olímpico com a seleção, o jogador desembarcou no Brasil na manhã de segunda-feira, 9. No mesmo dia, ele foi até o hotel onde os jogadores do Bragantino estavam concentrados e se despediu dos companheiros de time e da comissão técnica.

Claudinho viajou também nesta semana para Rússia para fazer exames médicos e assinar contrato com o Zenit. A negociação é considerada a mais cara da história do Bragantino.

Medalhista de ouro nos Jogos de Tóquio, o meia Claudinho foi o 1° jogador do Red Bull Bragantino a se tornar campeão olímpico no futebol. Claudinho foi titular em todos os jogos da campanha da conquista do bicampeonato olímpico pelo Brasil.

Essa foi a primeira vez que Claudinho, craque do último Brasileirão, representou a seleção na carreira. Aos 24 anos, Claudinho chamou a atenção no último Brasileirão. Além da artilharia com 18 gols, o destaque do Bragantino foi eleito melhor meia, revelação e craque da competição.

O meia chegou a ser observado “in loco” algumas vezes pelos auxiliares de Tite e foi elogiado publicamente pelo treinador. Antes da final das Olimpíadas, o treinador André Jardine colocou o meia no radar de Tite para a Seleção principal.

Claudinho comemora a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 — Foto: Reuters
Claudinho comemora a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 (Foto: CBF)

Destaque no Bragantino

Com Claudinho em destaque no futebol brasileiro, o Bragantino já admitia a possibilidade de negociar o meia nos últimos meses. Claudinho, de 24 anos, foi destaque no Brasileiro da Série B de 2019 e foi novamente o principal jogador da equipe no Brasileirão de 2020.

Nesta temporada foi convocado para defender a seleção brasileira pela primeira vez e disputou os Jogos de Tóquio. Foi titular em toda campanha do ouro brasileiro.

O meia-atacante chegou ao Bragantino em 2019, após a parceria entre a Red Bull e o clube de Bragança Paulista. Com o Massa Bruta, foi campeão do Brasileiro da Série B de 2019. Durante o nacional, o atleta atraiu o interesse de Atlético-MG e Cruzeiro. Porém, optou em permanecer o Braga.

Claudinho — Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Claudinho (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)

Na temporada 2020, Claudinho passou por um período no banco de reservas quando o time era comandado pelo técnico Felipe Conceição. Após a saída do treinador, recuperou o espaço na equipe sob o comando de Maurício Barbieri. O atleta foi um dos responsáveis pela ascensão do Bragantino, que deixou a zona de rebaixamento e garantiu a classificação à Sul-Americana de 2021.

O bom momento do atleta já havia despertado o interesse de clubes do exterior e o Bragantino se mexeu para renovar o contrato dele até 2024, mas viu nos últimos meses o interesse sobre o meia aumentar cada vez mais até a negociação com o Zenit.

Claudinho é cria das categorias de base do Santos. Em 2015, o atleta não teve o contrato renovado com o Peixe e foi para o Corinthians. Logo foi promovido ao profissional e integrou o elenco campeão brasileiro daquela temporada. Em 2016, passou a ser emprestado para ganhar experiência.

Fonte: G1

Scroll Up