Cinegrafista que chutou sírio decide processá-lo

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A cinegrafista húngara que aparece em um vídeo chutando imigrantes que haviam acabado de atravessar a fronteira do país afirmou ,nesta quarta-feira (21), que pretende processar um dos sírios que recebeu agressões durante a travessia.

Petra László pretende entrar na Justiça contra Osama Abdul Mohsen depois que ele alterou sua declaração sobre o caso às autoridades. O homem carregava seu filho nos braços no momento em que foi atingido pela húngara.

“Ele mudou seu depoimento, porque ele inicialmente culpou a polícia. Meu marido quer provar minha inocência. Para ele, é uma questão de honra”, disse Petra em entrevista ao jornal russo “Izvestia”.

A mulher foi demitida do seu cargo na emissora N1T após a repercussão negativa das suas ações na cobertura da entrada dos imigrantes na Hungria em setembro. Além do sírio, ela pretende processar também o Facebook por manter ainda no ar páginas criadas para ofendê-la.

Depois do incidente, a mulher pediu desculpas públicas, afirmando que sentiu medo no momento. Usando apenas letras maiúsculas, Laszlo, de 40 anos, disse: “peço sinceras desculpas pelo que aconteceu com as pessoas afetadas”.

“Quando assisto ao vídeo não me reconheço. Lamento sinceramente o que fiz, e assumo a responsabilidade”, afirmou na época a cinegrafista em uma carta publicada no site do jornal húngaro Magyar Nemzet.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes