Cinco suspeitos de envolvimento no roubo de dois cachorros de Lady Gaga são presos nos EUA

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A polícia de Los Angeles prendeu nesta quinta-feira (29) cinco pessoas suspeitas de envolvimento no roubo de dois cachorros da cantora Lady Gaga.

Os dois buldogues franceses foram roubados durante um passeio com o ‘dog walker’ (passeador de cachorros, em tradução livre), que foi baleado, no dia 24 de fevereiro.

Ryan Fischer tinha levado três cães de Gaga para passear em Los Angeles, nos EUA. O terceiro buldogue correu e foi recuperado no mesmo dia.

Uma mulher chamada Jennifer McBride, de 50 anos, entregou os cachorros dois dias depois, em boas condições, em uma estação da polícia de Los Angeles.

No momento, a polícia acreditava que ela não estava envolvida no caso e tinha apenas encontrado os animais. Eles foram entregues a representantes da cantora, que não estava na cidade.

Mas após investigar, a polícia descobriu que Jennifer é namorada do pai de um dos suspeitos do roubo, Harold White, de 40 anos. Os supostos ladrões presos são James Jackson, 18, Jaylin White, 19 e Lafayette Whaley, 27.

A polícia diz que os três faziam parte de uma gangue em Los Angeles, que eles pareciam não saber que os cães eram de Lady Gaga e que fizeram o roubo interessado no alto valor dos buldogues franceses.

Lady Gaga ofereceu uma recompensa de US$ 500 mil para quem encontrasse os cães. A polícia não informou se a cantora chegou a pagar a recompensa a Jennifer.

Os cinco estão presos sob fiança de US$ 1 milhão para cada um. Lady Gaga ainda não se pronunciou sobre a prisão.

O “passeador” baleado teve alta no dia 30 de março e agradeceu a cantora pelo apoio.

Ryan Fischer, passeador de cães de Lady Gaga, faz relato sobre noite em que foi baleado em Los Angeles — Foto: Reprodução/Instagram/Valley of the Dogs
Ryan Fischer, passeador de cães de Lady Gaga, faz relato sobre noite em que foi baleado em Los Angeles (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes