Cientistas criam pintinhos fluorescentes para combater epidemia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Estes pintinhos fluorescentes parecem algo nuclear, mas na verdade são pioneiros em pesquisas científicas. Uma proteína que brilha foi injetada neles para facilitar os estudiosos na hora de distingui-los.

Desde dezembro mais de 48 milhões de frangos, galinhas e perus morreram devido à gripe aviária, nos Estados Unidos. Para marcar diferenciar os animais durante estudos, a professora Helen Sang, do The Roslin Institute, na Universidade de Edinburgo, aplicou esta proteína especial nas gemas de ovos recém postos.

Juntamente com isso, foi genes dos animais foram modificados para apresentar resistência à doença. Desta forma, aqueles filhotes que carregam a possível solução para a epidemia entre os animais, podem ser enxergados facilmente na luz negra.

Quando os pintinhos modificados entram em contato com o vírus, o novo código genético dribla a doença e inibe sua capacidade de reproduzir-se.

Em um estudo, cientistas colocaram 16 frangos infectados, 16 normais e 16 geneticamente modificados. Estes últimos foram menos susceptíveis à infecção se comparados com os outros.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes