Ciclista holandês corre risco de vida após acidente violento na Volta da Polônia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O ciclista holandês Fabio Jakobsen está em coma induzido e corre risco de vida após um acidente na 1ª etapa da Volta da Polônia. Jakobsen disputava posição com o seu compatriota Dylan Groenewegen quando os dois colidiram e Fabio foi parar na barreira de proteção e atingiu um fiscal da corrida. A União Internacional de Ciclismo (UCI) acusou Groenewegen, que foi desclassificado da disputa, de ter causado o acidente. Já Fabio ficou com a vitória da etapa.

De acordo com Barbara Jerschina, médica que cuidou de Jakobsen, ele teve algumas lesões extremamente graves, e sua vida corre risco.

– Fizemos tudo que podia ser feito, mas a situação era muito difícil. Foi difícil entubá-lo já que ele tem um traumatismo crânio-encefálico e o palato quebrado. Mas a laringe pôde receber oxigênio o tempo todo e o coração dele estava funcionando bem- informou Barbara, que ainda contou que o ciclista perdeu muito sangue

A UCI classificou o comportamento de Groenewegen como inaceitável, e levou a questão para a Comissão Disciplinar. A organização diz que Dylan Groenewegen vai ser punido de acordo com a gravidade dos fatos. Já a equipe de Dylan, a Jumbo-Visma, afirmou que acidentes como esse são inaceitáveis, pediu desculpas e informou que vai discutir internamente antes de fazer novos pronunciamentos.

Os dois ciclistas holandeses disputavam a vitória da 1ª etapa da Volta da Polônia quando Fabio Jakobsen se aproximou de Dylan Groenewegen pela parte interna. No sprint final, a poucos metros da linha de chegada, Groenewegen toca em Jakobsen, que foi lançado nas barreiras da prova, e se choca com um fiscal de prova. O acidente ainda fez com que outros atletas do pelotão caíssem. Outros quatro ciclistas se machucaram, e dois precisaram ser hospitalizados.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes