Chuva provoca alagamentos em São Paulo pelo 2º dia seguido

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A chuva forte que caiu na cidade de São Paulo na tarde desta terça-feira (20) provocou alagamentos em diversas regiões pelo segundo dia seguido, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo. A cidade registrou o pico de 216 quilômetros de lentidão às 16h30, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

O Corpo de Bombeiros de São Paulo recebeu ao todo 42 chamados para enchentes, a maioria na Zona Norte, além de 21 ocorrências de queda de árvores e três desabamentos. De acordo com o capitão André Elias, porta-voz dos Bombeiros, nenhuma das ocorrências envolveu vítimas.

De acordo com o CGE, a capital registrou 18 pontos de alagamentos durante a tarde. O instituto registrou o transbordamento de três córregos: o do Mandaqui, na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, na Zona Norte; o Ipiranga, na Zona Sul; e o Saracura, na altura do número 200 na Avenida 9 de Julho, também na Zona Sul.

A medição do Instituto Nacional de Meteorologia (InMet) aponta que a capital paulista registrou 35,4 milímetros em duas horas de chuva. O índice equivale a quase 30% dos 126,6 milímetros esperados para o mês de outubro.

Por causa da chuva forte, a capital paulista entrou em estado de atenção por volta das 14h10, com pancadas fortes de chuva principalmente nas zonas Norte, Sul e Oeste. O estado de atenção em toda a cidade terminou 17h20, após o fim das chuvas, segundo o CGE.

A Zona Norte foi a região mais afetada– e, até a última atualização desta reportagem, ainda havia registros de bairros sem luz. A Enel, responsável pelo fornecimento, afirma que equipes da empresa “estão atuando nos locais para restabelecer a energia o mais breve possível”.

Vários carros forram arrastados pela chuva ou ficaram submersos na Zona Norte durante a tarde. No bairro do Imirim, diversos veículos que estavam em um lava-rápido foram arrastados para um córrego na rua Manoel de Oliveira Pessoa Júnior – após o fim do temporal, eles ficaram empilhados.

Na Brasilândia, o muro do recém-inaugurado Hospital da Brasilândia também desabou parcialmente com a chuva, mas o atendimento aos pacientes não foi afetado, segundo a secretaria municipal de Saúde.

Também na Zona Norte, a enxurrada invadiu um dos acessos à estação Santana da Linha 1-Azul do Metrô. O CGE verificou ainda ventos de 87km/h no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Segundo a CET, a lentidão nas vias da cidade por causa dos alagamentos tinha caído para 149 quilômetros às 18h.

Por causa do transbordamento do córrego do Mandaqui, na Zona Norte, a avenida Engenheiro Caetano Álvares foi coberta pela água e a enchente invadiu o estacionamento de uma concessionária de carros no número 3.500, encobrindo pelo menos 20 veículos, segundo informações da TV Globo.

Carros submersos no estacionamento de uma concessionária na Zona Norte de São Paulo devido à chuva que atingiu a cidade nesta terça-feira (20). — Foto: Abraão cruz/TV Globo
Carros submersos no estacionamento de uma concessionária na Zona Norte de São Paulo devido à chuva que atingiu a cidade nesta terça-feira (20) (Foto: Abraão Cruz/TV Globo)

Linha 11-Coral da CPTM danificada

Por volta das 13h uma forte descarga elétrica danificou a rede aérea da linha 11-Coral da CPTM entre as estações Tatuapé e Itaquera. A linha passou a operar com velocidade reduzida entre Luz e Estudantes, e a previsão era de que o serviço seria normalizado até as 19h30.

Segundo o Metrô, devido à ocorrência na CPTM, as transferências gratuitas nas estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera foram mantidas abertas, e a operação da Linha 3-Vermelha foi reforçada no fim da tarde.

Carro é encoberto pela água na Zona Norte de São Paulo nesta terça-feira (20). — Foto: Reprodução/GloboNews
Carro é encoberto pela água na Zona Norte de São Paulo nesta terça-feira (20) (Foto: Reprodução/GloboNews)

Na cidade de Barueri, na Grande SP, a chuva afetou a operação dos ônibus da EMTU, desviando as linhas 468BI1 e 313 devido aos alagamentos registrados nas imediações da alameda Araguaia durante a tarde desta terça.

Imagem aérea mostra alagamentos na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, no bairro da Casa Verde, na Zona Norte de São Paulo nesta terça-feira (20). — Foto: Reprodução/TV Globo
Imagem aérea mostra alagamentos na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, no bairro da Casa Verde, na Zona Norte de São Paulo nesta terça-feira (20) (Foto: Reprodução/TV Globo)
A rua João Sampaio, na Zona Norte de São Paulo, ficou coberta de água por causa da chuva desta terça-feira (20). — Foto: Reprodução/TV Globo
A rua João Sampaio, na Zona Norte de São Paulo, ficou coberta de água por causa da chuva desta terça-feira (20) (Foto: Reprodução/TV Globo)
Córrego na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, na Zona Norte, fica repleto de água da chuva nesta terça-feira (10). — Foto: Reprodução/TV Globo
Córrego na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, na Zona Norte, fica repleto de água da chuva nesta terça-feira (10) (Foto: Reprodução/TV Globo)

Chuva na segunda-feira

Nesta segunda-feira (19), um temporal causou alagamentos, queda de árvores e um nó no trânsito na Grande São Paulo. Rajadas de vento de até 46 quilômetros por hora foram registradas na capital. A chuva mais volumosa ocorreu na região na Zona Norte.

Com a queda de árvores, diversos bairros da capital ficaram sem luz. Segundo a Enel, as regiões mais atingidas pelas chuvas e pela queda de energia foram os bairros de Tremembé e Santana, na Zona Norte, e Vila Prudente, na Zona Leste.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes