China, Rússia e republicanos dos EUA prejudicam progresso sobre clima, diz Obama

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama criticou nesta segunda-feira aqueles que fazem política para evitar agir contra a mudança climática, colocando Rússia e China ao lado dos políticos republicanos dos EUA.

“Foi particularmente desanimador ver os líderes de dois dos maiores emissores do mundo, China e Rússia, se recusarem a sequer acompanhar as discussões” em Glasgow, disse Obama.

“Seus planos nacionais até agora refletem o que parece ser uma perigosa falta de urgência e vontade de manter o status quo por parte desses governos, e isso é uma vergonha”, acrescentou.

O ex-presidente democrata, falando no palco principal da cúpula do clima COP26, também se dirigiu aos parlamentares do Partido Republicano dos EUA.

Obama disse que tanto ele quanto o atual presidente, o também democrata Joe Biden, haviam sido “limitados em grande parte pelo fato de um de nossos dois principais partidos ter decidido não apenas ficar à margem, mas expressar hostilidade ativa em relação à ciência climática e fazer da mudança climática uma questão partidária”.

“Para aqueles que me ouvem nos EUA, deixe-me dizer o seguinte: não importa se você é republicano ou democrata, se sua casa na Flórida está inundada pelo aumento do nível mar, ou se suas colheitas falham nas Dakotas ou se sua casa na Califórnia está em chamas. A natureza, a física, a ciência, não se importam com a filiação partidária”, disse.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up