Cheirar vinho previne Alzheimer e Parkinson, aponta estudo

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Sabe aquele hábito de cheirar um vinho que a gente aprende quando começa a se interessar um pouco mais pelo universo dos vinhos? Sabia que isso pode ajudar a previnir Alzheimer e Parkinson?

É isso que afirma um estudo realizado pela Cleveland Clinic, nos EUA, em parceria com a Université du Québec à Trois-Rivières, no Canadá.

Os cientistas analisaram ressonâncias magnéticas de vários sommeliers, especialistas em vinho que sempre estão estudando os sabores e aromas de diferentes tipos de vinhos. E o resultado mostrou que esses profissionais desenvolvem melhor as áreas do cérebro que são afetadas por doenças neurodegenerativas e que estão associadas à memória.

O motivo disso é porque o treino que os profissionais fazem para detectar imagens, associações, lembranças, frutas análogas, sabores extras, etc., quando sentem o cheiro de um vinho, faz desenvolver melhor essas áreas do cérebro.

Sendo assim, a partir de hoje vale a pena dar uma atenção ao cheiro do seu vinho! Faça como os Sommeliers e tente buscar lembranças, detectar quais frutas você sente dentro do vinho. Isso vai ajudar a melhorar a sua memória e trabalhar essa região do cérebro.

Você vai acabar prevenindo Alzheimer e Parkinson, além de degustar o vinho com mais gosto.

Fonte: Eu Amo Vinhos

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes