17 de junho, 2024

Últimas:

Chefe da espionagem russa diz que conversou com chefe da CIA sobre ‘o que fazer com Ucrânia’

Anúncios

O chefe da inteligência estrangeira russa, Sergei Naryshkin, disse nesta quarta-feira (12) que ele e seu colega da CIA, William Burns, discutiram “o que fazer com a Ucrânia” em um telefonema no final do mês passado, segundo a agência de notícias russa Tass.

Os jornais “The New York Times” e “The Wall Street Journal” reportaram em 30 de junho que Burns ligou para Naryshkin para assegurar ao Kremlin que os Estados Unidos não tiveram nenhum papel no breve motim do chefe mercenário russo Yevgeny Prigozhin e de seus combatentes do Grupo Wagner uma semana antes. 

Anúncios

Naryshkin confirmou que Burns levantou a questão dos “eventos de 24 de junho”, quando os mercenários assumiram o controle de uma cidade do sul da Rússia e avançaram em direção a Moscou antes de chegar a um acordo com o Kremlin para encerrar a revolta.

Mas ele disse que durante a maior parte da ligação, que durou cerca de uma hora, “consideramos e discutimos o que fazer com a Ucrânia”.

Anúncios

Sergei Naryshkin, chefe da inteligência estrangeira russa, em Moscou (Foto: Reprodução)

A CIA se recusou a comentar as declarações de Naryshkin. 

A Ucrânia, que foi invadida pela Rússia em fevereiro de 2022, diz que outros países não devem negociar seu futuro em seu nome, e os Estados Unidos têm apoiado repetidamente esse princípio, descrito como “nada sobre a Ucrânia sem a Ucrânia”.

Burns e Naryshkin mantiveram uma linha de comunicação desde o início da guerra na Ucrânia, em um momento em que outros contatos diretos entre Moscou e Washington são mínimos, com as relações em seu ponto mais baixo desde a crise dos mísseis cubanos de 1962.

Fonte: Agências

Talvez te interesse

Últimas

Em entrevista, o publisher da revista PROJETO Fernando Mungioli destaca a necessidade de estimular e reconhecer novas iniciativas do mercado...

Categorias