Chapecoense marca aos 51 minutos, vence o Confiança e conquista o título da Série B

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A taça da Série B do Brasileiro 2020 é da Chapecoense. Com uma dose extra de sofrimento, o Verdão do Oeste venceu o Confiança por 3 a 1, na noite desta sexta-feira, na Arena Condá, pela 38ª rodada.

A conquista do título inédito foi definida no saldo de gols. Isso porque, o time catarinense empatou com o América-MG em número de pontos (73 cada), mas o gol anotado por Anselmo Ramon, aos 51 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti de cavadinha, desempatou a disputa. No fim, a Chape ficou com um a mais (21 contra 20).

Além da Chapecoense, campeã da Série B, e do América-MG, vice-campeão, os outros dois times que garantiram as vagas na elite nacional de 2021 foram Cuiabá e Juventude. O time do Mato Grosso já tinha confirmado seu lugar, enquanto que os gaúchos sacramentaram o acesso com a vitória sobre o Guarani também nesta sexta-feira, em Campinas.

Ciente de que a vitória era necessária para brigar pelo título, a Chape abriu o placar logo aos três minutos. Anselmo Ramon recebeu passe de Denner e, de dentro da área, dominou e girou antes de bater no canto, rasteiro.

Aos sete, Mike cruzou, e Denner chutou de primeira para acertar o travessão. O Confiança equilibrou as ações, mas quase sofreu o segundo gol.

Aos 23, Alan Ruschel soltou a pancada para defesaça de Rafael Santos, que também pegou a cabeçada de Felipe Santana, no rebote, mas o árbitro assinalou impedimento.

O time sergipano esteve perto do empate antes do intervalo. Aos 32, arriscou o chute e a bola saiu à direita da meta de João Ricardo. Aos 45, Silva colocou o goleiro da Chape para trabalhar após pancada de fora da área.

O Confiança voltou do intervalo disposto a igualar o placar. Aos dois minutos, Reis bateu de fora da área, mas a bola foi fácil para a defesa de João Ricardo.

A Chape respondeu aos cinco, com Denner. Ele soltou a pancada, mas a bola saiu por cima da meta. O time sergipano, porém, não desperdiçou a nova chance que teve. Aos nove, Reis surgiu livre na área após cruzamento de Altemar e testou firme no canto esquerdo para empatar a partida em Chapecó.

O Confiança se animou e foi para cima. Aos 30, Rafael Vila encontrou Alyson dentro da área, mas ele parou na defesaça de João Ricardo.

Três minutos depois, a Chape retomou a frente do placar. Anselmo Ramon cruzou rasteiro na área e Perotti chegou de carrinho: 2 a 1.

Nesse momento, o Verdão precisava de mais um gol ou que o Avaí empatasse o jogo diante do América-MG, em Belo Horizonte, para ser campeão.

Aos 35, Matheus Ribeiro finalizou na rede pelo lado de fora. Aos 41, Perotti marcou o terceiro gol, mas estava em posição de impedimento e o lance foi anulado. Aos 44, João Ricardo evitou o gol de Ari Moura em jogada de contra-ataque. Três minutos depois, o atacante bate colocado e a bola sai muito perto da meta.

Aos 49, Bruno Silva é atropelado por Madson dentro da área. Anderson Daronco assinala a penalidade a favor da Chape. Anselmo Ramon cobrou com cavadinha e garantiu o título inédito para o time catarinense.

Fonte: G1 – Foto: Reprodução/SporTV

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes