Chape é derrotada pelo Atlético Nacional e fica com vice da Recopa; veja os gols

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Em partida carregada de emoção, pela tragédia ocorrida em 2016, a Chapecoense voltou à Colômbia e acabou derrotada por 4 a 1 pelo Atlético Nacional, nesta quarta-feira, na partida de volta da Recopa Sul-Americana. Com isso, os colombianos conquistaram mais um título continental. Os gols foram de Dayro Moreno, que fez dois, e Ibarguen, que também marcou duas vezes. Túlio de Melo descontou.

A derrota impediu a equipe brasileira de comemorar seu segundo título internacional. O primeiro foi justamente a Copa Sul-Americana de 2016, vencida após o Atlético Nacional ceder o troféu por conta do trágico acidente que matou 71 pessoas na Colômbia.

Agora, a Chapecoense, campeã catarinense, foca na disputa do Campeonato Brasileiro. A equipe de Vagner Mancini estreia no próximo sábado às 19 horas (de Brasília), diante do Corinthians, fora de casa, em Itaquera.

O jogo – Logo no primeiro lance, saiu o gol dos mandantes. Dayro Moreno recebeu e bateu. O goleiro Artur caiu atrasado e a bola entrou, deixando os colombianos em vantagem rapidamente.

Mesmo vencendo, o Atlético Nacional se manteve no campo de ataque, deixando os contra-ataques para a Chapecoense, que não conseguiu aproveitar nos primeiros momentos.

Aos poucos, a partida perdeu emoção, sem grandes oportunidades. Por conta da chuva, o gramado foi se tornando cada vez mais rápido, aumentando o número de erro de passes. Mesmo assim, chegou o segundo tento dos donos da casa.

Aos 30, em boa troca de passes perto da área, Ibarguen finalizou com categoria, no canto esquerdo, no alto, superando o arqueiro brasileiro e aumentando a vantagem aos colombianos.

Nos minutos finais da primeira etapa, a Chape até tentou manter a bola no campo de ataque, mas não criou o suficiente para assustar. Assim, os times foram para o vestiário com o placar de 2 a 0 para o Atlético Nacional.

No início do segundo tempo, os brasileiros quase marcaram. Em boa jogada pela esquerda, a bola sobrou limpa para Arthur. Sozinho, o atacante até tirou do goleiro Armani, mas Henríquez tirou em cima da linha, evitando o gol.

A Chape seguiu melhor, criando. João Pedro e Wellington Paulista também tentaram, mas pecaram nos arremates. Com isso, o tempo foi passando e os visitantes seguiram precisando do gol para tirar a vantagem. Para piorar, foi o Atlético que achou o caminho do gol.

Aos 21, Ibarguen fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. Rodríguez ajeitou de cabeça e, também em cabeçada, Dayro Moreno fez seu segundo na partida, tirando de Artur Moraes com tranquilidade.

Os comandados de Mancini foram com tudo ao ataque, precisando de dois gols. Assim, deram espaço para os contra-ataques. Em um deles, aos 35, Ibarguen cortou para o meio, ainda escorregou na hora da finalização, mas fez o quarto gol, transformando a vitória em goleada: 4 a 0.

Dois minutos depois, o time de Chapecó ainda fez o gol de honra. Túlio de Melo recebeu sozinho na área, conseguiu girar e finalizou na saída de Armani, diminuindo o prejuízo da equipe brasileira.

Aos 42, para acabar com qualquer chance de reação, Andrei Girotto fez falta dura e acabou expulso, deixando a equipe da Arena Condá com dez. Depois disso, bastou aos colombianos administrarem o placar e conquistarem o título.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO NACIONAL 4 x 1 CHAPECOENSE

Local: Estádio Atanasio Girardot, em Medellín (Colômbia)
Data: 10 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Marcelo Barrraza (Chile) e Claudio Rios (Chile)
Cartões amarelos: Ibarguen, Rodríguez, Blanco (Atlético Nacional), Arthur, Reinaldo, Moisés Ribeiro, Andrei Girotto, Nathan (Chapecoense)
Cartão vermelho: Andrei Girotto (Chapecoense)
Gols: ATLÉTICO NACIONAL: Dayro Moreno, a 1, e Ibarguen, aos 30, minutos do primeiro tempo; Dayro Moreno, aos 21, e Ibarguen, aos 35, minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Túlio de Melo, aos 37 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO NACIONAL: Armani; Bocanegra, Najera, Henríquez e Farid Díaz; Arias (Nieto), Ramírez (Blanco) e Macnelly Torres; Dayro Moreno, Ibarguen (Dájome) e Rodríguez
Técnico: Reinaldo Rueda

CHAPECOENSE: Artur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Nathan e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Luiz Antônio (Apodi) e Andrei Girotto; Osman, Arthur (Túlio de Melo) e Wellington Paulista
Técnico: Vagner Mancini

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes