Cevap/Unesp: 24 anos de contribuição para ciência e tecnologia

Com mais de duas décadas de inovação tecnológica e científica, o Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) –  da Unesp, campus de Botucatu – inseriu em seu currículo uma nova conquista. O Selante de Fibrina e o Soro Antiapílico  foram incluídos na lista de 2017 do Ministério da Saúde sobre produtos farmacêuticos estratégicos estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Está é uma demonstração da competência do grupo e da Unesp no desenvolvimento de novos medicamentos. Mostra ainda que definitivamente conseguimos tirar o conhecimento dos artigos científicos e transformá-los em produtos, e assim chegar à comunidade. Isso é a verdadeira medicina translacional”, diz o professor Rui Seabra Ferreira Junior, coordenador executivo do Cevap e  Presidente da Associação Brasileira de Editores Científicos.

Histórico

O Cevap foi criado em maio de 1993 como Centro – modalidade Interunidade- que atua como Instituição de desenvolvimento e integração dentro da estrutura multi campi da Unesp, realizando a articulação entre o ensino, a pesquisa, a capacitação de recursos humanos e a extensão universitária sobre sua temática de atuação.

De lá para cá, trabalho, esforço, dedicação e vitórias foram acumulados e o reflexo disso tem sido apresentado para o mundo por meio de fármacos inéditos que buscam solucionar problemas antigos. Os exemplos recentes são o Selante de Fibrina (cicatrizante para seres humanos portadores de úlceras venosas crônicas) e o Soro Antiapílico (medicamento contra múltiplas  picadas de abelhas).

O desenvolvimento de produtos descritos inicialmente em artigos e trabalhos científicos contribui para a consolidação de importantes parcerias para a Unesp.

Em maio deste ano, foi estabelecida uma relação de cooperação entre a Universidade e o Instituto Vital Brazil. “Para a produção do Soro Antiapílico, transferimos toda a tecnologia ao Instituto Vital Brazil, que é um grande produtor público de medicamentos e antivenenos localizado em Niterói, RJ. Esta tecnologia foi customizada para ser produzida em escala fabril e assim foram produzidos os primeiros lotes de um antiveneno contra múltiplas picadas de abelhas. Após a aprovação da ANVISA e do CONEP, a Faculdade de Medicina de Botucatu, por meio da UPECLIN juntamente com o CEVAP, está  conduzindo um ensaio clínico fase I/II para avaliar a segurança e a melhor dose do antiveneno, visando o seu registro brevemente”, explica o professor Rui.

No fim do mês de junho deste ano, o Conselho Universitário (CO) da Unesp aprovou a transformação do Programa de Pós-Graduação (PPG) em Pesquisa Clínica (Mestrado Profissional) em modalidade interunidades. Na prática, a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) e o Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) unem seus times e expertises visando oferecer benefícios para a ciência, tecnologia e inovação em áreas científicas multidisciplinares de interface.

Desta maneira, promoveremos a associação de instituições relacionadas à pesquisa tecnológica, produção de insumos biológicos e farmacêuticos e desenvolvimento de projetos para aplicação em seres humanos.O PPG em Pesquisa Clínica da FMB é referência para outras instituições de ensino superior do país e para o próprio governo. Em abril deste ano, uma comitiva do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit/SCTIE) do Ministério da Saúde esteve na FMB para conhecer o programa, os diferentes cenários de ensino e capacitação, além dos recursos de infraestrutura da Faculdade.

Outras informações:Prof. Rui Seabra Ferreira Júnior

Coordenador Executivo do Cevap(14) 3880 7108(14) 3814-5555(14) 38807367

[email protected]