Celulose e confecções puxam alta de emprego nas indústrias de Botucatu

Indústrias da região de Bo­tucatu continuam com de­sempenho positivo na ge­ração de emprego. É o que aponta o levantamento mensal feito pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Em julho foram criadas 350 novas vagas, alta de 1,05% frente ao mês anterior.

O desempenho contras­ta com o registrado em âmbito estadual, pois a indústria paulista fechou 3,5 mil postos de trabalho em julho, tendo 19 das 37 regionais apresentado ní­veis negativos na mão de obra.

O setor de transforma­ção é um dos primeiros e principais indicativos so­bre o nível de empregabi­lidade total, antecedendo os dados oficiais do Minis­tério do Trabalho.

Segundo o Ciesp, Botu­catu e os 28 municípios que integram sua regional foram responsáveis por alta de 5,06% no acumula­do do ano, representando 1700 novos postos de tra­balho nas indústrias. Des­de 2014 o setor apresenta variação negativa neste contexto.

O cenário também mos­tra pretensa recuperação do setor no comparativo com o mesmo mês do ano passado. Naquele perío­do, foram encerrados 100 postos de trabalho.

Foram responsáveis pelo desempenho positivo em julho os segmentos de celulose, papel e produ­tos relativos com 9,89%, confecções e vestuário (5,05%), produtos mine­rais (2,26%), produtos de madeira (0,86%) e veícu­los automotores e autope­ças (0,55%).

Fazendo o contrapon­to, os encerramentos de vagas mais significativos ocorreram em máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-6,25%), arte­fatos de couro e calça­dos (-3,45%) e bebidas (-3,33%).

A regional de Botucatu do Ciesp agrega 28 municípios cujo parque industrial é diversificado e atende às características de suas sedes. Entre as localidades pertencentes à divisão administrativa da entidade estão Avaré, Lençóis Paulista, São Ma­nuel, Pardinho, Bofete, Conchas, Anhembi, Pratânia, Santa Cruz do Rio Par­do, Itatinga, entre outras.

Leia Notícias por Flávio Fogueral