CBF convoca reunião com clubes da Série A para discutir retorno do público aos estádios

Após receber um sinal verde do Governo Federal para colocar em prática o plano de retorno de público nos estádios de futebol, a CBF anunciou na noite desta terça-feira que convocou uma reunião com os clubes para debater o tema, que vem causando polêmica devido às diferentes situações em cada estado. O encontro será na próxima quinta-feira, às 16h30 (de Brasília), por videoconferência.

Após a reunião, também será feita consultas às autoridades estaduais e municipais responsáveis. O Ministério da Saúde aprovou um estudo com proposta de retorno de até 30% de torcida aos campos a partir de outubro. A condição é que cada estado e município realize seus protocolos e adote medidas sanitárias apropriadas para receber torcedores.

A reportagem consultou a posição das prefeituras nas cidades envolvidas. Confira:

Belo Horizonte

A Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê de Enfrentamento à Covid, neste momento, não autorizam o retorno das torcidas aos estádios em Belo Horizonte. A SMSA não recebeu qualquer notificação ou comunicado a este respeito e reafirma que essa decisão cabe ao município.

Bragança Paulista

A Prefeitura de Bragança Paulista disse que ainda não vai se posicionar sobre essa questão de retorno do futebol à cidade.

Curitiba

O município disse que ainda não foi comunicado pelo Ministério da Saúde e que vai aguardar orientações do órgão para tomar uma decisão.

Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza, por assessoria, disse que vai seguir as diretrizes do Governo do Estado, como já tem feito nos decretos (o governo aguarda um protocolo das autoridades esportivas).

Goiânia

O Centro de Operações de Emergências (COE) de Goiânia, responsável pelas medidas de combate ao coronavírus, se reúne semanalmente para discutir novas medidas, como flexibilizações ou restrições. Nesta semana a reunião foi hoje (22) pela manhã e o assunto em questão não entrou em pauta. Ainda não há nenhuma sinalização do município para a volta do público aos estádios. Isso vai depender da apresentação de protocolos que garantam a segurança do público.

Porto Alegre

Assessoria diz que Prefeitura recebeu protocolos hoje e ainda não avaliou. Vai ter uma reunião com o comitê nesta quinta. Só depois do encontro vai se posicionar de forma mais concreta sobre o assunto.

Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio de Janeiro se mostra favorável e trata como certa a presença de torcedores na partida entre Flamengo e Athletico no dia 4 de outubro, no Maracanã. De acordo com o prefeito Marcelo Crivella, será autorizado 1/3 da capacidade do estádio, ou seja, 20 mil torcedores.

Salvador

Em publicação nas redes sociais, o prefeito ACM Neto afirmou que, em conversa com os clubes baianos e com a CBF, manifestou que não aprova a volta do público aos estádios nesse momento.

Santos

A prefeitura aguardará o posicionamento do Governo do Estado em relação aos protocolos exigidos para o retorno do público nos estádios.

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que mantém diálogo permanente com todos os setores da economia e a autoridade de saúde pública municipal analisa todos os protocolos apresentados. Ressaltamos, no entanto, que na fase atual em que a cidade está classificada não é permitida a realização de jogos de futebol com a presença de público, mesmo que com percentual menor da capacidade máxima dos estádios. A Prefeitura reitera que, desde o início da pandemia, todas as decisões foram tomadas com base em critérios médico-científicos e, assim, garantiu atendimento aos paulistanos e evitou a perda de 423.785 mil vidas na cidade.

Fonte: G1

Scroll Up