Caso Emanuelle: Polícia divulga que menina morreu por hemorragia após facadas

A Polícia Civil divulgou, nesta segunda-feira (27), resultados de novos laudos sobre a morte de Emanuelle, a menina de 8 anos que foi assassinada com 13 facadas em Chavantes (SP).

Segundo o delegado Gabriel Salomão, o documento apontou que a causa da morte da garota foi hemorragia aguda traumática, em decorrência dos ferimentos por arma branca.

De acordo com o delegado, o laudo comprovou que uma faca foi utilizada para matar Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos. Além disso, o laudo necroscópico concluiu que a vítima não apresentou sinais de conjunção carnal.

Outros dois laudos já tinham sido divulgados na quinta-feira (23), que comprovaram dados que a polícia já tinha, como a maneira que Emanuelle foi morta.

Laudo aponta que Emanuelle morreu por hemorragia aguda em decorrência das facadas

Laudo aponta que Emanuelle morreu por hemorragia aguda em decorrência das facadas

Agora, o delegado informou que aguarda o resultado do exame toxicológico, que vai investigar a presença de materiais biológicos, como sêmen, no corpo da menina, para saber se houve algum tipo de abuso sexual.

As provas serão anexadas ao inquérito, que será encaminhado ao Ministério Público e provavelmente arquivado, já que o suspeito Aguinaldo Guilherme Assunção foi encontrado morto em sua cela.

Além da investigação sobre a morte de Emanuelle, a Polícia Civil apura um incêndio criminoso que atingiu a casa de Aguinaldo, mas ainda não tem suspeitas da autoria do crime.

Casa onde morava suspeito de matar menina com 13 facadas pegou fogo em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal

Casa onde morava suspeito de matar menina com 13 facadas pegou fogo em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal

Fonte: G1

Scroll Up