CAS rejeita recursos de federação e clubes da Rússia contra suspensões

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou, nesta sexta-feira (15), recursos apresentados pela União Russa de Futebol (FUR) e quatro clubes russos contra decisão da Fifa e da Uefa de bani-los de todas as competições até novo aviso após a invasão da Ucrânia pelo país.

A Fifa, entidade que controla o futebol mundial, e a Uefa, que governa o futebol europeu, decidiram em fevereiro que todas as equipes russas, sejam seleções ou clubes, seriam suspensas da participação nas competições da Fifa e da Uefa após a invasão, que Moscou chama de “operação militar especial”.

Em março, a CAS rejeitou um pedido da União Russa de Futebol (FUR) para congelar a suspensão da Fifa, encerrando efetivamente suas esperanças de competir na Copa do Mundo no Catar.

No final de maio, os clubes russos Zenit São Petersburgo, Dynamo Moscou, FC Sochi e CSKA Moscou entraram com um recurso contra a Uefa.

“Em todos esses casos, o Painel determinou que a escalada do conflito entre a Rússia e a Ucrânia e as respostas do público e do governo em todo o mundo criaram circunstâncias imprevistas e sem precedentes às quais a Fifa e a Uefa tiveram que responder”, disse a CAS em comunicado. “Ao determinar que seleções e clubes russos não devem participar de competições sob sua égide enquanto tais circunstâncias persistirem, o Painel considerou que ambas as partes agiram dentro do escopo do arbítrio concedido a elas sob seus respectivos estatutos e regulamentos.”

Após a decisão de Fifa e Uefa, várias federações nacionais de futebol também anunciaram que não jogariam contra a Rússia após a invasão da Ucrânia, incluindo Polônia, Suécia e República Tcheca.

Fonte: Agência Brasil