29 de maio, 2024

Últimas:

Carteiro morre após ser atacado por abelhas durante entrega no litoral de SP

Anúncios

Um carteiro, de 58 anos, morreu após ter sido atacado por abelhas em Bertioga, no litoral de São Paulo. Ele entregava uma encomenda no Centro da cidade quando recebeu as ferroadas e, logo em seguida, sofreu uma parada cardiorrespiratória (PCR). A vítima foi socorrida e levada ao hospital municipal, mas não resistiu.

O Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) informou que, na última quinta-feira (15), guarda-vidas foram acionados por um pedreiro para atender um homem que passava mal na Avenida Vicente de Carvalho, ao lado do Forte São João.

Anúncios

O GBMar enviou uma Unidade de Resgate e Suporte Avançado (Ursa) ao endereço e, no local, encontrou José Salomão dos Santos com várias ferroadas de abelha pelo corpo. Conforme apurado pelo g1, a vítima havia descido do veículo para fazer uma entrega quando foi atacada pelas abelhas.

O homem foi socorrido em parada cardiorrespiratória e foi levado ao Hospital de Bertioga. A prefeitura, por meio do Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), responsável pela gestão do hospital, informou que apesar das manobras de reanimação, a vítima não resistiu.

Anúncios

O corpo de José Salomão foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO). A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que a esposa da vítima esteve na delegacia e contou que o marido deu entrada no hospital com lesões de múltiplas ferroadas de abelha.

Segundo a pasta, foram solicitados exames junto ao Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi registrado como morte suspeita na Delegacia de Bertioga.

José Salomão dos Santos morreu após ser ferroado por abelhas durante entrega, no Centro, em Bertioga (SP) (Foto: Reprodução e Banco de Imagens/Pixabay)

Sindicato lamenta

Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares (Sintect-Santos) lamentou a morte do funcionário do Centro de Distribuição Domiciliar (CDD), que foi atacado por um enxame de abelhas.

O g1 entrou em contato com o Correios, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Entenda os riscos e saiba como agir

O médico alergista e professor da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes) Fabrício Afonso afirmou que uma pessoa pode ter reações locais inflamatórias dolorosas, mas sem complicações maiores. Se existe suscetibilidade à alergia, seja por questões genéticas ou exposição prévia, as reações podem ser mais extensas.

Entregador dos Correios morre após ser ferroado por abelhas durante entrega em Bertioga (SP) – imagem ilustrativa (Foto: Alexsander Ferraz/A Tribuna Jornal/Arquivo)

O paciente pode desenvolver urticária, inchaço nos lábios e pálpebras ou até mesmo anafilaxia – forma mais grave de alergia. O choque anafilático é o estágio terminal da condição e ocorre antes de uma eventual parada cardiorrespiratória, que pode evoluir para a morte.

“Se o indivíduo sabe que tem o quadro alérgico simples, deve tomar algum cuidado com exposições em ambiente de praia, no campo, com alimentos, odores, fragrâncias […] Odores adocicados e florais são chamariz [chamam a atenção]”, disse o especialista.

O que fazer?

Quando o paciente leva muitas ferroadas ao mesmo tempo, há uma reação por excesso de toxinas liberadas na corrente sanguínea, caracterizando o que o médico chamou de “processo inflamatório brutal”.

Se a pessoa já levou uma ferroada e sabe que tem reações leves, deve levar consigo ao menos um antialérgico. Se teve reações graves, um dispositivo de adrenalina autoinjetável. Consultar um alergista periodicamente também é muito importante.

Em casos mais graves, a orientação é deitar no chão com as pernas para cima – para aumentar o fluxo de sangue ao cérebro – e acionar socorro. O ímpeto de tirar o ferrão deve ser contido, pois ligada a ele está a parte terminal do abdômen da abelha, que concentra o veneno. Tente puxar o ferrão de baixo para cima sem espremer com auxílio de algum objeto.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Com a presença do Reitor Honorário da Universidade de Lisboa, António Nóvoa, o V Congresso Internacional Um Novo Tempo...

Categorias