Carlos Reutemann, político e ex-piloto de F1 da Argentina, morre aos 79 anos

O senador Carlos Reutemann, da Argentina, que também foi piloto de Fórmula 1, morreu nesta quarta-feira (7) aos 79 anos em Santa Fé.

Reutemann morreu por complicações ligadas a um câncer no fígado. Ele estava internado desde maio.

Reutmann foi governador da província de Santa Fé duas vezes, antes de ser senador (estava em seu quarto mandato).

Ele também era um dos grandes ídolos do automobilismo da Argentina.

A morte foi anunciada por uma de suas filhas em uma rede social.

Ele entrou na política em 1991 e foi vencedor já em sua primeira eleição. Ele seria eleito uma segunda vez para o cargo de governador de Santa Fé em 1999. No fim desse segundo mandato, enfrentou uma enchente na província que deixou mais de 20 mortos.

Ainda assim, conseguiu ser eleito senador naquele ano.

Piloto de automobilismo

Em 1981, ele foi o vice-campeão do circuito de Fórmula 1 – perdeu por um ponto.

Além de Reutmann, a Argentina tem um dos maiores pilotos de todos os tempos, Juan Manuel Fangio, que foi campeão cinco vezes na década de 1950.

Fonte: Yahoo!