Cadeirante jogado de viaduto havia comemorado aniversário dois dias antes

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O cadeirante Luiz Antônio Barreto, que morreu nesta quinta-feira (29) após ser jogado de cima de um viaduto durante uma tentativa de assalto, em Bauru (SP), teve uma manhã de festa e comemorações dois dias antes de sua morte, quando completou 42 anos na terça-feira (27).

Segundo a comerciante Juliana Biondi, de 47 anos e que mantém uma loja de roupas infantis próximo ao cruzamento da Avenida Rodrigues Alves com a Rua Treze de Maio, havia três meses que o cadeirante frequentava seu comércio pedindo ajuda e oferecendo em troca balas e doces. Segundo apurado pela reportagem, a vítima vivia em situação de rua havia anos, conta Juliana.

“Ele não vendia doces, apenas pedia uma ajuda, e distribuía balas aos motoristas, mesmo para aqueles que não tivessem uma moedinha para dar. Era gentil e não incomodava ninguém, estamos todos muito sentidos”, diz a comerciante.

Na última terça-feira, sabendo de seu aniversário, Juliana e sua filha prepararam um bolo e serviram para Barreto, que o comeu ali mesmo, em meio ao trânsito da principal avenida da cidade.

Para a empresária, em especial, o sentimento é mais intenso. Isso porque, diante da presença diária de Barreto no local, ela criou a rotina de, todos os dias pela manhã, preparar um pão para levar para ele.

Cadeirante foi jogado do viaduto no centro de Bauru — Foto: Alisson Negrini / TV TEM
Cadeirante foi jogado do viaduto no centro de Bauru (Foto: Alisson Negrini / TV TEM)

Nesta quinta-feira, Juliana homenageou o amigo cadeirante com uma postagem em suas redes sociais.

“Antes de sair de casa como de costume eu já preparava seu pão. E você sempre falava: ‘Você vai deixar eu mal acostumado’. Sempre com a maior humildade e educação, você estava na porta da loja […], sempre brincalhão e divertido com todos. O último dia que você veio foi no seu aniversário e estava comendo bolo, supercontente e brincando com todos. Descanse em paz Sr. Luiz”, disse a empresária na postagem.

Bombeiros resgataram cadeirante ainda com vida de rio em Bauru; homem não resistiu aos ferimentos — Foto: Alisson Negrini/TV TEM
Bombeiros resgataram cadeirante ainda com vida de rio em Bauru; homem não resistiu aos ferimentos (Foto: Alisson Negrini/TV TEM)

Morte

Luiz Antônio Barreto foi arremessado do viaduto da Rua Treze de Maio e caiu no Rio Bauru, que é canalizado entre as pistas da Avenida Nuno de Assis.

Segundo informações de testemunhas à polícia, a vítima foi arremessada em uma tentativa de assalto. A Polícia Militar foi acionada e o suspeito do crime, um homem de 37 anos, foi localizado nas imediações do viaduto e preso. Ele será encaminhado para a cadeia de Avaí.

Os bombeiros fizeram o resgate do cadeirante e tentaram reanimá-lo por mais de 30 minutos, mas ele não resistiu aos ferimentos. A Polícia Civil investiga o caso.

Suspeito de arremessar o cadeirante foi preso em Bauru  — Foto: Alisson Negrini / TV TEM
Suspeito de arremessar o cadeirante foi preso em Bauru (Foto: Alisson Negrini / TV TEM)

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes