Busca desesperada por sobreviventes continua após devastação dos tornados nos EUA

Os serviços de emergência continuam buscando sobreviventes neste domingo (12) em uma fábrica de velas localizada no coração dos Estados Unidos, que se tornou símbolo da devastação causada pelos tornados que deixam ao menos 94 mortos.

A série de tornados afetou cinco estados, deixando um rastro de destruição ao longo de centenas de quilômetros, mas foi em Mayfield, no estado de Kentucky, que a devastação foi pior.

Da fábrica de velas Mayfield Consumer Products não restou nada além de vigas retorcidas e chapas de metal empilhadas com vários metros de altura.

Equipados com guindastes, escavadeiras e outros dispositivos mecânicos, os socorristas avançam lentamente neste domingo, à espera de um milagre.

Cerca de 110 funcionários estavam trabalhando na fábrica na sexta-feira (10) à noite para darem conta da demanda da temporada de Natal, quando o tornado destruiu tudo. Várias dezenas desses trabalhadores continuam desaparecidas.

Em Mayfield, integrantes de equipe de emergência vasculham escombros da fábrica de velas em Mayfield, na qual mais de cem pessoas trabalhavam quando o tornado passou. Dezenas morreram e muitos ainda estão desaparecidos. (Foto: Reprodução)

“É uma operação muito triste e séria neste momento”, disse o coordenador de ajuda de Kentucky, Michael Dossett, confirmando que nenhum sobrevivente foi retirado dos escombros durante a madrugada. “É a visão de uma zona de guerra”, acrescentou à rede CNN.

“Ainda há esperanças. Mas, por enquanto, o que esperamos é um refúgio acolhedor para nossos sobreviventes”, afirmou a a prefeita de Mayfield, Kathy O’Nan, à NBC.

A fábrica de velas, uma empresa familiar, criou um fundo de emergência para ajudar as famílias.

Foto de drone mostra caminhão de bombeiros ao lado de prédios destruídos no centro de Mayfield, cidade mais atingida pelos tornados, no Kentucky. (Foto: Reprodução)

“Uma bomba”

Parte do patrimônio local foi apagada do mapa. Em Mayfield, antigas igrejas foram totalmente destruídas e o histórico edifício do tribunal da Justiça foi seriamente danificado.

“É como se uma bomba tivesse explodido no nosso bairro”, disse à AFP Alex Goodman, morador da cidade de cerca de 100.000 habitantes, após uma noite de muita angústia e ansiedade em meio à escuridão.

Imagem de drone mostra o prédio da prefeitura de Mayfield destruído depois da passagem dos tornados, em Kentucky. (Foto: Cheney Orr/Reuters)

Tragédia no depósito da Amazon

Equipes de resgate vasculham área onde parte da estrutura de um armazém da Amazon colapsou em Edwardsville, Illinois. (Foto: Reprodução)

Outro local particularmente afetado foi um depósito da Amazon em Edwardsville, em Illinois, onde ao menos seis pessoas morreram.

As equipes de resgate continuam as tarefas de busca neste domingo (12).

“Estamos de coração partido pela perda dos nossos colegas. Nossos pensamentos e orações estão com suas famílias e entes queridos”, disse o fundador da Amazon, Jeff Bezos, no Twitter.

Imagem aérea mostra o colapso de parte da estrutura de um armazém da Amazon, em Edwardsville, Illinois. Ao menos seis pessoas morreram no local. (Foto: Reuters)

Saldo pode ser ainda pior

Cerca de trinta tempestades atingiram o país entre sexta-feira e sábado. Neste domingo (12), o número de mortos aumentou: ao menos 80 pessoas morreram só em Kentucky, anunciou o governador do estado Andy Beshear. “Vai passar de cem”, estimou.

O Tennessee informou quatro mortes e duas pessoas morreram em Arkansas, enquanto foram informadas ao menos duas mortes em Missouri.

As agências federais de resposta a catástrofes começaram a ser mobilizadas na área, segundo o presidente americano Joe Biden, que prometeu que “o governo federal vai fazer tudo o que puder para ajudar”.

Outros países enviaram suas mensagens de solidariedade.

O presidente russo Vladimir Putin apresentou neste domingo suas “mais sinceras condolências”. O papa Francisco dedicou suas orações na Praça de São Pedro aos habitantes de Kentucky.

Os tornados são um fenômeno meteorológico violento que afetam especialmente as planícies vastas nos Estados Unidos.

O tornado registrado em Kentucky percorreu mais de 320 quilômetros, um dos maiores registrados no país, segundo o governador do estado. O maior, com uma extensão de cerca de 350 quilômetros, foi registrado em 1925 em Missouri e matou 695 pessoas.

Fonte: Yahoo!