Brasileiros que aplicaram em Miami agora vendem imóveis

Brasileiros que compraram imóveis como segunda residência na Flórida a partir de 2009 começam a vender suas propriedades, segundo informações da Folha de S.Paulo.  

Se em meados de 2009, o dólar rondava R$ 1,80 e os valores das propriedades nos Estados Unidos eram diretamente afetados pela crise, o cenário atual é outro, com a moeda acima de R$ 3,15 e os preços do mercado imobiliário mais altos.

E os motivos para a venda vão desde a dificuldade de pagar as prestações em dólar mais alto à necessidade de obter renda adicional em tempos de recessão. Há também quem tenha vislumbrado no câmbio atual uma chance de faturar com os investimentos feitos no passado e aqueles que preveêm o fim do ciclo da valorização dos imóveis americanos.

Os preços de revenda na região central de Miami (área preferida dos brasileiros) registraram queda de 4% no primeiro semestre deste ano, de acordo com dados da agência Miami’s Downtown Development Authority. Segundo a entidade, essa é a primeira redução em cinco anos e acompanha o aumento do volume de propriedades disponíveis no mercado.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up