Veja quem são as vítimas do massacre em escola de Suzano

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Assassinos encapuzados mataram oito pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, nesta quarta-feira (13). Os dois, que eram ex-alunos do colégio, se mataram. Os cinco estudantes assassinados tinham entre 15 e 17 anos de idade, de acordo com o secretário de Segurança Pública de São Paulo. Também foram mortos duas funcionárias do colégio e o proprietário de uma loja próximo ao local.

Veja, abaixo, a lista das vítimas:

Alunos

  • Caio Oliveira, 15 anos
Caio Oliveira, um dos mortos no massacre em Suzano — Foto: Foto: Redes sociais
Caio Oliveira, um dos mortos no massacre em Suzano (Foto: Redes Sociais)
  • Claiton Antônio Ribeiro, 17 anos
  • Douglas Murilo Celestino, 16 anos: socorrido ao Hospital de Clínicas Luzia Pinho de Melo, foi à óbito.
Douglas Murilo foi uma das vítimas do ataque na Escola Raul Brasil em Suzano — Foto: Arquivo Pessoal
Douglas Murilo foi uma das vítimas do ataque na Escola Raul Brasil em Suzano (Foto: Arquivo Pessoal)
  • Kaio Lucas da Costa Limeira, 15 anos
Kaio Lucas da Costa Limeira é um dos mortos do massacre em Suzano — Foto: Foto: Redes sociais
Kaio Lucas da Costa Limeira é um dos mortos do massacre em Suzano (Foto: Redes Sociais)
  • Samuel Melquíades Silva de Oliveira, 16 anos:frequentava a igreja com o pai. Segundo o tio, José Silva, o garoto ajudava o pai nas pregações da igreja Adventista do Sétimo dia. “Era um menino dinâmico e especial”, disse o tio.
Samuel Melquíades é uma das vítimas do massacre em Escola Estadual de Suzano. — Foto: Reprodução Facebook.
Samuel Melquíades é uma das vítimas do massacre em Escola Estadual de Suzano (Foto: Reprodução/Facebook.)

Funcionárias:

  • Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos: coordenadora pedagógica da escola. Era casada. Deixa filhos e netos. Foi a primeira pessoa a ser baleada na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), na manhã desta quarta-feira. Dava aulas de filosofia para o Ensino Médio e foi promovida a coordenadora pedagógica recentemente.
Marilena Umezu foi uma das vítimas do massacre na Escola Estadual de Suzano — Foto: Foto do Facebook.
Marilena Umezu foi uma das vítimas do massacre na Escola Estadual de Suzano (Foto: Facebook.)
  • Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos
Eliana Regina de Oliveira Xavier era inspetora na Escola Estadual Raul Brasil — Foto: Foto: Redes Sociais
Eliana Regina de Oliveira Xavier era inspetora na Escola Estadual Raul Brasil (Foto: Redes Sociais)

Dono da loja de carros:

  • Jorge Antônio Moraes, 51 anos: comerciante, morto antes da entrada dos assassinos na escola; ele é tio de Guilherme, um dos assassinos

Feridos:

  • Adna Bezerra, 16 anos: estável
  • Anderson Carrilho de Brito, 15 anos: estado grave
  • Beatriz Gonçalves, 15 anos: estável
  • Guilherme Ramos, 14 anos: passa por cirurgia
  • Jenifer Silva Cavalcanti: estado grave
  • José Vitor Ramos Lemos: atingido com machado
  • Leonardo Martinez Santos: passará por cirurgia
  • Leonardo Vinicius Santana: estável
  • Leticia Melo Nunes: estável
  • Murilo Gomes Louro Benite: estável
  • Samuel Silva Felix

Assassinos:

  • Guilherme Tauci Monteiro ,17 anos
  • Luiz Henrique de Castro, 25 anos
Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro, os assassinos de Suzano — Foto: Reprodução
Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro, os assassinos de Suzano (Foto: Reprodução)

Resumo

  • Ataque a escola em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, deixou cinco alunos e duas funcionárias mortas; os dois assassinos se mataram.
  • Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos do colégio.
  • Antes de entrar na escola, os assassinos estiveram em uma loja de automóveis próximo ao colégio. O proprietário do estabelecimento, Jorge Antonio de Moraes, tio de Guilherme Taucci Monteiro, levou três tiros e morreu.
  • Há nove feridos, mas o estado de saúde não foi informado.
  • Ainda não se sabe o motivo do ataque e o vínculo dos autores com a escola.
  • Uma testemunha disse que viu um deles com arma de fogo e outro, com uma faca.
  • A PM encontrou no local um revólver 38, uma besta (um artefato com arco e flecha), objetos que parecem ser coquetéis molotov e uma mala com fios.
  • Os assassinos chegaram ao colégio alvo do ataque em um carro alugado.
  • Segundo o Censo Escolar de 2017, a instituição tem 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio. No local, também funciona um centro de idiomas.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes