PM encontra corpo de homem morto a pedradas por suposto estupro

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Corpo de homem assassinado foi encontrado em penhasco (Foto: Reprodução/TV TEM)

Equipes do Corpo de Bombeiros encontraram neste domingo (20) o corpo de um homem que havia sido morto a pedradas por um grupo, no sábado (19), em Marília (SP). De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima foi assassinada por integrantes de uma facção criminosa e depois jogada em um penhasco, localizado ao lado da favela do Argolo Ferrão.

Rodrigo Maniscalco tinha 39 anos e havia sido encontrado pela PM há 10 dias dentro de um carro. Ele estava acompanhado por quatro pessoas. “Os bombeiros tiveram que usar técnicas de rapel para retirar o corpo da vítima, que foi localizado em um penhasco com aproximadamente 70 metros de profundidade”, explica o  capitão do Corpo de Bombeiros José Luciano Val.

Tribunal do crime

No dia que foi encontrado pela Polícia, Rodrigo alegou que foi agredido e seria morto pelos ocupantes do veículo por causa de um suposto estupro que ele teria praticado.

Três homens foram presos e um adolescente apreendido, mas segundo a polícia, foram outras cinco pessoas que participaram do crime e faziam parte de um “tribunal do crime”.

A versão está registrada no boletim de ocorrência, porém os familiares negaram que ele tenha estuprado alguém. Os suspeitos que foram presos têm entre 20 e 39 anos. Os quatro homens foram levados para a penitenciária de Marília e a mulher, encaminhada para a cadeia de Pirajuí. Eles foram indiciados por homicídio, associação e tráfico de drogas.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes