Limpeza libera vazão da cachoeira do Véu da Noiva em Piracicaba

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

lixo que impedia a formação da Cachoeira do Salto, conhecida como Véu da Noiva, foi removido na tarde desta sexta-feira (26), o que permitiu que a água retomasse o fluxo. A cachoeira é um dos cartões-postais de Piracicaba (SP) e ficou seca por pelo menos 10 dias.

O entulho estava acumulado no canal que forma a cachoeira, que é artificial. A prefeitura informou que removeu cerca de 30 toneladas do local para restabelecer o fluxo.

Prefeitura retirou 30 toneladas de lixo do canal que forma a cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV
Prefeitura retirou 30 toneladas de lixo do canal que forma a cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba (Fotos: Edijan Del Santo/EPTV)

Cachoeira artificial

Segundo a prefeitura, o canal foi criado para desviar a água para dentro do Engenho Central, construído em 1881 pelo Barão de Resende. A água servia para movimentar maquinário e também para o resfriamento de alguns processos.

O trajeto da água passa por dentro do Parque do Mirante e desemboca novamente no Rio Piracicaba, tendo a melhor vista da Avenida Beira Rio para os turistas e moradores. A cachoeira é chamada por muitos por Véu da Noiva, mas na verdade, segundo a prefeitura, a região do salto do rio, onde se forma uma bruma pelo movimento das águas, é o verdadeiro Véu da Noiva.

Sujeira prejudicava vazão na cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba — Foto: Edijan Del Santo/EPTV
Sujeira prejudicava vazão na cachoeira do Véu da Noiva, em Piracicaba (Foto: Edijan Del Santo/EPTV)

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes